Em Patos: Polícia prende grupo que estava furtando animais e fazendo abate ilegal Em Patos: Polícia prende grupo que estava furtando animais e fazendo abate ilegal Em Patos: Polícia prende grupo que estava furtando animais e fazendo abate ilegal

BANNER PRINCIPAL

SUPER BANNER

SUPER BANNER

SUPER BANNER

Em Patos: Polícia prende grupo que estava furtando animais e fazendo abate ilegal



O delegado Paulo Ênio repassou mais informações sobre a prisão, em flagrante, de 11 homens suspeitos de furtarem e realizarem o abate ilegal de uma vaca na tarde de, terça-feira, dia 17 de janeiro.

Segundo o delegado, guarnições da Polícia Militar do 3º BPM receberam uma denúncia anônima de que em uma residência em construção, no Bairro das Placas, nas proximidades do prédio da SUPLAN, indivíduos estavam maltratando um animal.

Ao chegarem no local, foi solicitado reforço da Força Regional, BOPE e agentes da Polícia Civil, devido ao grande número de homens.

Ainda conforme o delegado, ao serem indagados sobre o caso, os envolvidos entraram em contradição. Um deles havia informado que a vaca teria sido atropelada e que por esse motivo estavam esquartejando para dividirem a carne. Já outros disseram que a vaca apareceu pelo bairro e eles acreditaram que ela estava perdida.

No final da tarde de ontem, terça (17), o proprietário da vaca compareceu à Delegacia da Polícia Civil e informou que a vaca, avaliada em cerca de 4 mil reais, estava amojada, e havia sido furtada de sua propriedade pela manhã, por volta das 7 horas.

Diante do fato, os 11 envolvidos foram autuados pelo crime de mau tratos, por matarem o animal, associação criminosa e por furto de semovente, segundo o delegado.

A suspeita é de que a carne seria comercializada ilegalmente sem as devidas medidas sanitárias e higiênicas.

A Vigilância Sanitária do Município de Patos, bem como a Secretaria de Agricultura e demais órgãos, foram acionados para garantir o descarte do animal abatido em local adequado.

O delegado Paulo Ênio ressaltou a importância do trabalho e o empenho dos polícias militares e civis em conseguirem lograr êxito na ação.

Delegado Paulo Ênio – Áudio: divulgação
Por Pabhlo Rhuan