Forças de Segurança deflagram operação e desarticulam grupo criminoso responsável por homicídios no Sertão da PB e PE; mais de 10 pessoas foram presas Forças de Segurança deflagram operação e desarticulam grupo criminoso responsável por homicídios no Sertão da PB e PE; mais de 10 pessoas foram presas Forças de Segurança deflagram operação e desarticulam grupo criminoso responsável por homicídios no Sertão da PB e PE; mais de 10 pessoas foram presas

BANNER PRINCIPAL

SUPER BANNER

SUPER BANNER

SUPER BANNER

Forças de Segurança deflagram operação e desarticulam grupo criminoso responsável por homicídios no Sertão da PB e PE; mais de 10 pessoas foram presas



Até às 18h40 da noite desta sexta-feira (23), 11 pessoas foram presas em uma operação desencadeada desde o período da manhã pelas polícias Civil e Militar e Corpo de Bombeiros. As ações aconteceram nos municípios de Imaculada, na região de Patos, Princesa Isabel e Catolé do Rocha, todas no Sertão paraibano, além do município vizinho de Santa Terezinha, em Pernambuco, sendo este último o local onde funcionava a sede do grupo criminoso.

O objetivo da operação foi de desarticular um grupo criminoso responsável pelo tráfico de drogas e execuções de pessoas nos municípios de Imaculada, Água Branca e Santa Terezinha-PE.

A Operação Policial que foi denominada de “Desbaste”, cumpriu oito mandados de busca e apreensão e de prisão temporária, expedidos pela Justiça da Comarca de Água Branca. Foram apreendidos dois tabletes de maconha e um revólver cal.38 com muitas munições.

Segundo a Polícia Civil, o grupo criminoso já havia matado duas pessoas no município de Água Branca, além de três tentativas de homicídios na cidade de Imaculada, e alguns assassinatos no município vizinho de Santa Terezinha-PE.

O Superintendente da Polícia Civil no Sertão da Paraíba, o delegado Cristiano Jacques, o qual presidiu a investigação, falou da importância da Operação de combate ao crime organizado.

“Trabalhos como esse são de fundamental importância no combate e controle da criminalidade na região. A presença do Estado na repressão desse tipo de ORCRIM, permite assegurar a paz social e resguardar a ordem pública, que estava sendo afetada com a conduta criminosa desse grupo. A presença do Estado traz a sensação de segurança para a sociedade”, ressaltou.

FORÇAS DE SEGURANÇA

A Operação Desbaste que tem o significado de desbastar, de cortar, de tornar menos espesso, foi encabeçada pelas Forças de Segurança Pública citadas anteriormente e contou com o apoio da PM do Estado de Pernambuco. Ao todo, 50 Policiais Civis, Militares e do Corpo de Bombeiros, participaram da ação.

Estiveram à frente da Operação policial: os delegados da Polícia Civil, Cristiano Jacques e Luiz Xavier; além do Coronel Campos e do capitão Firmino Veraz da Polícia Militar; e coronel Saulo do Corpo de Bombeiros.

Fonte: Diário do Sertão