Vigilante ferido com tiros não resiste e morre; Acusado do crime é ouvido e liberado em Sousa Vigilante ferido com tiros não resiste e morre; Acusado do crime é ouvido e liberado em Sousa Vigilante ferido com tiros não resiste e morre; Acusado do crime é ouvido e liberado em Sousa

BANNER PRINCIPAL

SUPER BANNER

SUPER BANNER

SUPER BANNER

Vigilante ferido com tiros não resiste e morre; Acusado do crime é ouvido e liberado em Sousa




O vigilante Alexandre de Abreu Neto, mais conhecido por “Zé Galinha”, de 45 anos, não resistiu e veio a óbito nesta segunda-feira (24), no Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande.

“Zé Galinha” havia sido alvejado com disparos de arma de fogo, durante uma troca de tiros na tarde do dia 15 de outubro, após uma discussão, as proximidades do “Beco do Açougue”, no bairro Guanabara, na cidade de Sousa.

A vítima foi socorrida por uma equipe do SAMU ao Hospital Regional de Sousa (HRS) e em seguida, foi transferida para Campina Grande, onde veio a óbito no corrente dia.

Já durante a tarde, o popular Rodolfo, acusado de ter praticado o homicídio contra “Zé Galinha”, apresentou-se ao Dr. Francisco Abrantes na delegacia de Polícia Civil, acompanhado de sua advogada, Ana Maria Ribeiro, sendo ouvido e liberado pela tese de legítima defesa.

Da Redação

Sertão Informado