Polícia prende suspeito de matar paraibano estudante de medicina na fronteira com Paraguai Polícia prende suspeito de matar paraibano estudante de medicina na fronteira com Paraguai Polícia prende suspeito de matar paraibano estudante de medicina na fronteira com Paraguai

BANNER PRINCIPAL

SUPER BANNER

SUPER BANNER

SUPER BANNER

Polícia prende suspeito de matar paraibano estudante de medicina na fronteira com Paraguai



Um jovem, de 22 anos, foi preso após prestar depoimento na tarde quinta-feira (20), como o principal suspeito do assassinato do estudante de medicina Anderson Hugo Pereira Félix, 29 anos. Segundo a polícia, o homem foi a última pessoa que teve contato com a vítima antes do crime.

A polícia teve acesso a imagens de câmeras de segurança que mostram o suspeito e a vítima conversando em frente a um bar, localizado na Avenida Brasil. Anderson tinha no braço uma pulseira de uma festa realizada em uma casa noturna de Ponta Porã, cidade vizinha a Pedro Juan Caballero. Horas antes do crime, o jovem havia postado registros com amigos na suposta festa.

Anderson foi encontrado morto em uma estrada de terra, em Pedro Juan Caballero, na manhã do dia 16 de outubro. O exame necroscópico apontou como causa da morte traumatismo cranioencefálico.

De acordo com o secretário de Segurança de Ponta Porã (MS), Marcelino Nunes, o suspeito de estar envolvido com o crime se apresentou voluntariamente ao setor de investigação para prestar depoimento e foi detido pela polícia paraguaia.

Em contrapartida, a tia do suspeito protestou contra a prisão do rapaz e alega que ele é inocente.

Antes de ir para o Paraguai, Anderson Hugo morava em Tavares, onde trabalhava como enfermeiro em um hospital municipal. Ele atuou na linha de frente da Covid-19 até ir para o Paraguai continuar o curso de medicina de forma presencial.

Fonte: Por g1 MS