Homem acusado de matar enteada de três anos em Cajazeiras, será julgado neste dia 1º de Novembro Homem acusado de matar enteada de três anos em Cajazeiras, será julgado neste dia 1º de Novembro Homem acusado de matar enteada de três anos em Cajazeiras, será julgado neste dia 1º de Novembro

BANNER PRINCIPAL

SUPER BANNER

SUPER BANNER

SUPER BANNER

Homem acusado de matar enteada de três anos em Cajazeiras, será julgado neste dia 1º de Novembro




   

O Tribunal do Júri de Cajazeiras PB se reúnirá neste dia 1º de Novembro para julgar o casal   Matheus Quirino da Silva e Daniele Tavares Bandeira de 25 anos.

 O casal é acusado de provocar a morte de Ana Laura Tavares Bandeira que tinha apenas 3 anos, e foi morta por espancamento  no dia (15) agosto, de 2021 no município de Cajazeiras, interior da Paraíba.

De acordo com informações, a criança teria dado entrada no Hospital Regional de Cajazeiras com graves escoriações na região abdominal, porém não resistiu à gravidade dos ferimentos e foi a óbito momentos depois. 

O setor de Assistência Social da unidade hospitalar ao presenciar o fato, de imediato acionou a Polícia Militar através do 190, e posteriormente uma guarnição de serviço esteve no local.

Os militares teriam sido informados que o elemento Matheus Quirino da Silva de 23 anos, que era padrasto de Ana Laura, após deixar a vítima com sua genitora Daniele Tavares Bandeira de 24 anos no hospital, teria se evadido com um homem que teria prestado socorro à criança. 

Posteriormente Matheus Quirino retornou ao HRC com o homem e ambos foram abordados por uma guarnição da Força Tática. Em conversa com os policiais, Matheus relatou que ele teria realmente causado as lesões na criança que culminaram em sua morte.

O acusado está preso no presídio de Cajazeiras, já a mãe da criança está em Patos.