Vené, uma gigantesca surpresa; por Fabiano Gomes Vené, uma gigantesca surpresa; por Fabiano Gomes Vené, uma gigantesca surpresa; por Fabiano Gomes

BANNER PRINCIPAL

SUPER BANNER

SUPER BANNER

SUPER BANNER

Vené, uma gigantesca surpresa; por Fabiano Gomes



Meus olhos jamais vão esquecer do que testemunhei nesta fim de semana na minha amada Cajazeiras.


Eu, que quase nunca me surpreendo com coisa alguma, vi que estava muito enganado.


O fator surpresa tem nome e sobrenome: Veneziano Vital, o candidato de Lula ao Governo da Paraíba.


O ex-cabeludo cresceu diante dos meus olhos. E conquistou lugar de destaque na minha galeria pessoal de gigantes das ruas.


E olha que fui “mal acostumado” por Cássio e pelo amigo-pai Carlos Antônio – duas referências que tenho de gigantismo nas ruas.


Como sempre estive do outro lado do balcão, como todos sabem, nunca havia visto Vené em ação, nos braços do povo.


Resumindo? Participo ativamente de campanhas eleitorais desde 2000. Até ontem, Cássio e Carlos Antônio dividiam essa galeria tão seleta.


Mas ontem eu entendi porque o ex-vereador de Campina Grande venceu todas as grandes estruturas da Paraíba em 2004, se elegendo prefeito de Campina Grande.


Veneziano na rua, no meio do povo, é inigualável.


Meu compadre Cássio que me perdoe, meu padrinho Carlos Antônio também.


Mas Vené se transforma em meio às multidões, se agiganta. É adrenalina pura, sem parar um só segundo. Contagiante!


E isso faz toda diferença!


Especialmente em relação a candidatos que passam pelas cidades empoleirados em cima de carros, acenando para o vento, sem sequer se dignar a descer.


Agora caiu a ficha Veneziano.


Agora entendo como você conseguiu ir tão longe.


E o céu é o limite onde pode chegar.


Por Fonte83 - 25/09/2022