Nilvan Ferreira esconde gastos de campanha da Justiça Eleitoral e é o único a omitir a prestação de contas Nilvan Ferreira esconde gastos de campanha da Justiça Eleitoral e é o único a omitir a prestação de contas Nilvan Ferreira esconde gastos de campanha da Justiça Eleitoral e é o único a omitir a prestação de contas

BANNER PRINCIPAL

SUPER BANNER

SUPER BANNER

SUPER BANNER

Nilvan Ferreira esconde gastos de campanha da Justiça Eleitoral e é o único a omitir a prestação de contas



Passados 15 da campanha oficial, os candidatos já são obrigados a irem declarando as receitas e as despesas com a campanha. Na Paraíba, entre os 4 postulantes ao cargo de governador que aparecem bem colocados nas pesquisas, Nilvan Ferreira (PL) é o único que continua escondendo as despesas da Justiça Eleitoral e omitindo a prestação de contas.

Embora nas ruas se veja, desde o primeiro dia de campanha, a distribuição de materiais de campanha, pessoas trabalhando na divulgação e o guia eleitoral já esteja sendo exibido – o que gera um custo alto com produtoras – nada consta na lista de prestação de contas de Nilvan, como pode ser visto na imagem abaixo.


O correto e exigido pela Justiça Eleitoral é exibir os gastos logo abaixo às informações da candidatura. Porém, não é o que tem ocorrido na campanha de Nilvan. A lista de despesas deveria aparecer tal qual a de Veneziano Vital do Rêgo (MDB), por exemplo. Veja imagem abaixo.


Assim como Veneziano, João Azevêdo e Pedro Cunha Lima já apresentam suas prestações de contas. Saiba quanto cada um já gastou.

João Azevêdo (PSB) – R$ 2.176.000,00

Veneziano Vital do Rêgo (MDB) – R$ 1.836.808,58

Pedro Cunha Lima (PSDB) – R$ 296.500,00

Por Fonte83