Acusado de homicídio praticado há 21 anos em Santa Inês - PB é preso no Maranhão Acusado de homicídio praticado há 21 anos em Santa Inês - PB é preso no Maranhão Acusado de homicídio praticado há 21 anos em Santa Inês - PB é preso no Maranhão

BANNER PRINCIPAL

SUPER BANNER

SUPER BANNER

SUPER BANNER

Acusado de homicídio praticado há 21 anos em Santa Inês - PB é preso no Maranhão



Uma ação conjunta, envolvendo as polícias civis de Conceição, na Paraíba e de Governador Archer, no Maranhão, resultou na prisão do santainesense, Francisco Batista dos Santos, mais conhecido como ‘Chico Batista’, 50 anos, na manhã desta quarta-feira (20), na cidade maranhense. Contra ele existia um mandado de prisão, expedido pela comarca de Conceição, pela prática de um crime de homicídio no ano de 1.999. Ao todo, o acusado passou 21 anos foragido da justiça da Paraíba.

De acordo com informações do delegado seccional do Vale do Piancó, Antônio Netto, com as investigações, a Polícia Civil da Paraíba descobriu que o acusado estava residindo na rua Caixa D’Água, na cidade maranhense e contatou com a Polícia Civil daquele estado, que realizou diligências, localizou o prendeu o paraibano.

Ao portal Vale do Piancó Notícias, o investigador da Polícia Civil de Conceição, Barromeu, explicou que as investigações duraram cerca de 2 meses. Ele se encontrava morando na cidade maranhense desde o ano de 2014, quando ele se ausentou do estado da Paraíba, conforme informou o policial.

O crime

De acordo com o processo, por volta das 19h, do dia 4 de outubro do ano de 1.999, no sítio Umbuzeiro do Rangel, o acusado efetuou um disparo de revólver na cabeça da vítima, Jose Firmino Bezerra, que morreu no local. Segundo as investigações, o crime foi praticado por ciúmes.

De acordo com Inspetor da Polícia Civil do Maranhão, Tonivaldo, o acusado se encontra preso em um presídio na cidade de Presidente Dutra e será transferido para a Cadeia Pública de Conceição, onde ficará à disposição da justiça local.

O paraibano foi preso em sua residência e não reagiu com a chegada dos policiais.

Fonte: Redação do Vale do Piancó Notícias