FUMINC 2022: Prefeitura de Cajazeiras incentiva eventos musicais no período junino FUMINC 2022: Prefeitura de Cajazeiras incentiva eventos musicais no período junino FUMINC 2022: Prefeitura de Cajazeiras incentiva eventos musicais no período junino

BANNER PRINCIPAL

SUPER BANNER

SUPER BANNER

SUPER BANNER

FUMINC 2022: Prefeitura de Cajazeiras incentiva eventos musicais no período junino




A prata de casa no setor musical nunca foi tão valorizada quanto na gestão atual da Prefeitura de Cajazeiras. Este ano, por exemplo, só em apoio a projetos para esse segmento, estão sendo liberados cerca de 40 mil reais. O apoio acontece via Secretaria de Cultura e Turismo, por meio do Fundo Municipal de Incentivo à Cultura, que financiou, também, muitos projetos que contribuem para manter viva a tradição dos festejos juninos na região, com apresentações de músicas típicas da época e de quadrilhas juninas.


Entre os projetos aprovados destinados ao segmento estão: Biguinho Canta Cajazeiras (Everton Pereira); A Música da Esperança para os novos Dias (Francineide Amaro); São João nas Praças (Francisco de Assis França da Silva); Som na Praça (Francisco Queiroz); Quadrilha Junina Tradição Império (Guilherme Silva Andriola); Projetos Clássicos Nordestinos ao Pôr do Sol (Jonas Leandro); Mei de Feira (Jorge Emanuel Gomes Pereira); Projetos Sucessos na voz de Carlos Marques (José Carlos Marques Maciel); Músicas com Nenen Cantor (José Odair Moreira da Silva); Canto Sertão (José Rigonaldo Pereira); Som Rural (José Wilton Dantas); Arraiá do Leblon (Luiz Carlos Oliveira Villar); Forró Tradicional (Ricardo Gomes Freitas), e Projeto Forró na Praça (Rômulo Viana Gomes).

Este ano, o Fuminc selecionou 71 projetos nos mais diversos segmentos artísticos e culturais de Cajazeiras. Segundo o secretário Ubiratan di Assis, de acordo com a Lei 1.891, de abril de 2010, 2% dos tributos municipais do ano anterior são aplicados nos projetos, que são inscritos e analisados por uma comissão. Este ano, o montante aplicado é de R$ 246.621,02.



O prefeito José Aldemir considera que o Fuminc veio sem dúvida alavancar a cultura cajazeirense nos diversos segmentos, sendo cumprido o percentual estabelecido em lei. “É um projeto vitorioso que consolida Cajazeiras como terra da cultura”, acrescentou.