VÍDEO: Médica pede compaixão à UFCG e propõe utilizar sua UTI móvel para atender crianças em Cajazeiras VÍDEO: Médica pede compaixão à UFCG e propõe utilizar sua UTI móvel para atender crianças em Cajazeiras VÍDEO: Médica pede compaixão à UFCG e propõe utilizar sua UTI móvel para atender crianças em Cajazeiras

BANNER PRINCIPAL

BLOCO pequeno I

SUPER BANNER

SUPER BANNER

VÍDEO: Médica pede compaixão à UFCG e propõe utilizar sua UTI móvel para atender crianças em Cajazeiras

 


         



Após audiência pública na Câmara de Vereadores de Cajazeiras, na noite desta quarta-feira (11), para debater a interdição da ala pediátrica do Hospital Universitário Júlio Bandeira (HUJB) pelo Conselho Regional de Medicina (CRM), a médica e professora da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Vanessa Rolim, disse à TV Diário do Sertão que o HUJB deixou de cumprir obrigações com a sociedade.

“Vejo o HUJB descumprindo o que está escrito em contrato e também não colaborando com a cidade, ao passo que a cidade sempre colaborou com tudo o que a Universidade Federal de Campina Grande necessitou para instalação do curso de Medicina, para que esse curso realmente viesse pra cá, para que o Hospital Universitário hoje existisse através da doação”, avaliou a médica.

Vanessa lamentou a falta de resolução para o problema no HUJB e propôs ajudar a rede de saúde utilizando a sua ambulância tipo UTI móvel para fazer o pronto atendimento das crianças.


Ela parabenizou o Governo do Estado por liberar a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) para atender casos pediátricos. Mas disse que a UFCG tem que ter compaixão com a sociedade local.

“Fico muito feliz que o Estado abraçou essa causa e está resolvendo com os atendimentos na UPA, mas a gente realmente espera que a nossa universidade tenha compaixão com as nossas crianças e também tenha gratidão com a nossa cidade. A universidade sempre fez muito por Cajazeiras e a gente não queria ter essa impressão que a UFCG está sendo uma ingrata com a nossa cidade”.

DIÁRIO DO SERTÃO