Réu acusado de ter matado agricultor por causa de um saco de milho é condenado a 19 anos, por Júri Popular em Conceição Réu acusado de ter matado agricultor por causa de um saco de milho é condenado a 19 anos, por Júri Popular em Conceição Réu acusado de ter matado agricultor por causa de um saco de milho é condenado a 19 anos, por Júri Popular em Conceição

BANNER PRINCIPAL

SUPER BANNER

SUPER BANNER

SUPER BANNER

Réu acusado de ter matado agricultor por causa de um saco de milho é condenado a 19 anos, por Júri Popular em Conceição




O réu, Espedito Luis de Barros foi condenado a 19 anos e 3 meses por ter matado, José Lourenço da Silva, crime praticado, por volta das 18h, do dia 14 de setembro de 2009, no Sítio Alto das Areias, zona rural de Santa Inês. O crime teria ocorrido depois de uma discussão por suposta dívida de um saco de milho. Assista ao vídeo, abaixo, feito durante transmissão ao vivo do Vale do Piancó Notícias.



De acordo com a denúncia, depois de uma discussão por causa de um saco de milho, José Lourenço da Silva foi surpreendido pelo acusado que teria chegado atirando várias vezes contra ele, que não teve chance de se defender e morreu no local.

Após o devido processo legal, o acusado foi pronunciado pelo crime de homicídio qualificado consumado.

Depois dos debates, entre o Ministério Público e a defesa do réu, o Conselho de Sentença decidiu pela condenação do réu, por maioria dos votos.

Diante do exposto, o juiz Thiago Rabelo condenou o réu 19 anos de 3 meses a serem cumpridos em regime fechado.

Pode ser uma imagem de 6 pessoas, pessoas em pé e área interna

 

Fonte: Redação do Vale do Piancó Notícias