Em São Paulo: Acusados de assassinarem o jovem Ramalhinho em Sousa são presos em ação integrada das Polícias Civis paraibana e paulista Em São Paulo: Acusados de assassinarem o jovem Ramalhinho em Sousa são presos em ação integrada das Polícias Civis paraibana e paulista Em São Paulo: Acusados de assassinarem o jovem Ramalhinho em Sousa são presos em ação integrada das Polícias Civis paraibana e paulista

BANNER PRINCIPAL

BLOCO pequeno I

SUPER BANNER

SUPER BANNER

Em São Paulo: Acusados de assassinarem o jovem Ramalhinho em Sousa são presos em ação integrada das Polícias Civis paraibana e paulista



Uma ação integrada entre os agentes do Grupo Tático Especial (GTE) de Sousa, da Delegacia de Homicídios de Campina Grande, do Departamento de Operações Policiais Estratégicas (DOPE) de São Paulo, conseguiram lograr êxito nas prisões de dois acusados de terem assassinado com disparos de arma de fogo o jovem José Ramalho da Silva Filho, mais conhecido como "Ramalhinho", na madrugada do dia 30 de janeiro de 2021, no condomínio Doca Gadelha, em Sousa.


Após o crime cometido, os policiais civis do Grupo Tático Especial (GTE), deram início as investigações e conseguiram identificar os suspeitos, identificados como Weslley Douglas, conhecido como "Bombeiro" e Fábio Lourenço. Após um intenso trabalho investigativo, os agentes de investigação constataram que os dois acusados estariam homiziados na capital do Estado de São Paulo, sendo logrado êxito em suas prisões na manhã desta quinta-feira (07).

Após serem capturados, Weslley Douglas e Fábio Lourenço foram encaminhados à delegacia de Polícia Civil e nos próximos dias poderão ser recambiados para a Paraíba, onde irão prestar depoimento e ser dado continuidade aos trâmites do processo pelo Poder Judiciário.


Debate Paraíba