Capitão Feitosa será o novo subcomandante do BOPE (CPR II) da Polícia Militar da Paraíba Capitão Feitosa será o novo subcomandante do BOPE (CPR II) da Polícia Militar da Paraíba Capitão Feitosa será o novo subcomandante do BOPE (CPR II) da Polícia Militar da Paraíba

BANNER PRINCIPAL

SUPER BANNER

SUPER BANNER

SUPER BANNER

Capitão Feitosa será o novo subcomandante do BOPE (CPR II) da Polícia Militar da Paraíba





O comandante-geral da Polícia Militar do Estado da Paraíba, Coronel Sérgio Fonseca, no uso das atribuições, transferiu por necessidade do serviço para o Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE), o Militar Estadual referenciado Capitão QOC Thiago Gomes Feitosa e Silva.

O Capitão Feitosa, estava prestando serviços junto à Secretaria de Estado da Administração Penitenciária (SEAP-PB). Até final do ano de 2011, trabalhou na cidade de Sousa e conquistou o respeito e admiração dos sousenses em sua luta incansável contra o crime.

Além de possuir forte liderança na tropa do Sertão paraibano, Feitosa também é reconhecido no Estado do Pernambuco, pelos relevantes serviços prestados à segurança pública, tendo a mais alta condecoração da Polícia Militar daquele Estado, a Medalha Pernambucana do Mérito Policial Militar, algo tido como raro, especial.

Histórico do Capitão Feitosa

(Thiago Gomes Feitosa e Silva, o Campinense de nascimento e Sousense de coração iniciou sua carreira policial militar no ano de 2003, quando ingressou no Curso de Formação de Oficiais da Polícia Militar da Paraíba e foi declarado Aspirante a Oficial em 2005, tornando-se Bacharel em Segurança Pública.

A partir de então, capacitou-se em diversos cursos de especialização na área policial na Paraíba e em outros estados e, após passar pelas cidades de Cajazeiras e Conceição, chegou pela primeira vez à cidade de Sousa e aqui permaneceu cumprindo sua missão até meados de 2011, quando foi convocado pelo Comandante Geral para fazer parte do planejamento e criação do BOPE (Batalhão de Operações Especiais).

Na cidade “Sorriso”, comandou diversas operações de grande repercussão, a exemplo da “Operação Alcatraz”, que culminou com a prisão de mais de vinte pessoas.

Mesmo quando esteve trabalhando em João Pessoa, sempre manteve vínculo com a cidade Sousense, estreitando cada vez mais seus laços de amizade através das visitas frequentes a passeio. Foi inclusive em um desses dias de descanso que o Oficial conseguiu, com a ajuda de Policiais Militares e Civis, solucionar um dos casos que mais chocou a cidade: o Caso Jonas, funcionário da empresa Laticínio Belo Vale. Em menos de 24 horas todos os acusados foram presos.

Trabalhando em Campina Grande, também participou da operação que prendeu os responsáveis pelo “estupro coletivo” ocorrido na cidade de Queimadas, que repercutiu nacionalmente.

Saindo de sua cidade natal, trabalhou mais uma vez em João Pessoa, agora no Grupamento Tático Aéreo. Voar é uma das maiores paixões do Tenente Feitosa, que mesmo trabalhando incansavelmente sempre buscou realizar o sonho de ser piloto de helicóptero. Para isso, concluiu o curso de piloto privado em Minas Gerais e Formou-se em Ciências Aeronáuticas pela Escola Superior de Aviação Civil, em Campina Grande.

Em 2017, em face do grande clamor da população, retornou à cidade de Sousa e se tornou comandante da Companhia de Policiamento Especializado do 14° Batalhão de Polícia Militar, onde desempenhou com maestria o seu trabalho.

Toda a sua trajetória não estaria completa sem o apoio de duas importantes pessoas de sua vida: a mãe Ednalva e o filho Matheus, que hoje é atleta profissional de natação e também pensa em seguir os passos do pai, são seus dois motivos de orgulho e sempre estiveram presentes em todos os momentos.

No dia 14 de dezembro de 2018, merecidamente, O Capitão Feitosa, colheu o resultado de todo o seu esforço e dedicação, recebendo o título de cidadão Sousense.)

Da Redação
Sertão Informado