Em nota de repúdio, Conselho Tutelar de Patos diz que divulgação de foto e áudio do depoimento de adolescente configura crime e vai tomar providências Em nota de repúdio, Conselho Tutelar de Patos diz que divulgação de foto e áudio do depoimento de adolescente configura crime e vai tomar providências Em nota de repúdio, Conselho Tutelar de Patos diz que divulgação de foto e áudio do depoimento de adolescente configura crime e vai tomar providências

BANNER PRINCIPAL

BLOCO pequeno I

SUPER BANNER

SUPER BANNER

Em nota de repúdio, Conselho Tutelar de Patos diz que divulgação de foto e áudio do depoimento de adolescente configura crime e vai tomar providências



O Conselho Tutelar de Patos divulgou uma nota de repúdio, na manhã desta quarta-feira, dia 23, em que repudia a divulgação de um áudio onde o adolescente que assassinou a mãe e o irmão, no último fim de semana, depõe sobre o ocorrido.

Em nota, o Conselho diz que é irresponsável e prejudicial o que houve com documentos oficiais e que tratam de um assunto tão sério e cauteloso. A nota traz ainda a legislação e punições para os responsáveis de captarem e divulgarem conteúdo de forma irregular e danosa.

Para o Conselho Tutelar, a exposição do menor é criminosa e deve ser investigada e punida com rigor, na forma da lei. Segue Nota de Repúdio na íntegra:

“O Conselho Tutelar Patos Sul e Norte, do município de Patos, vem a público repudiar todos os atos de exposição desnecessária e ilegal no tocante a divulgação da imagem, bem como da gravação de um adolescente de treze anos, nas redes sociais e veículos de imprensa locais, estaduais e nacionais.
Nosso repúdio tem como prerrogativa o Art. 247, do Estatuto da Criança e do
Adolescente, que discorre sobre OS CRIMES E DAS INFRAÇÔES ADMINISTRATIVAS cometidas
Art. 247 – Divulgar, total ou parcialmente, sem autorização devida, por qualquer meio de comunicação, nome, ato ou documento de procedimento policial, administrativo ou judicial relativo à criança ou adolescente a que se atribua ato infracional:

Pena – multa de três a vinte salários de referência, aplicando-se o dobro em caso de reincidência.
S 1 0 – Incorre na mesma pena quem exibe, total ou parcialmente, fotografia de criança ou adolescente envolvido em ato infracional, ou qualquer ilustração que lhe diga respeito ou se refira a atos que lhe sejam atribuídos, de forma a permitir sua identificação, direta ou indiretamente.

S 2 0 – Se o fato for praticado por órgão de imprensa ou emissora de rádio ou televisão, além da pena prevista neste artigo, a autoridade judiciária poderá determinar a apreensão da publicação ou a suspensão da programação da emissora até por dois dias, bem como da publicação do periódico até por dois números.

A Nota de Repúdio visa externar nossa insatisfação e reprovação no tocante ao vazamento de um áudio, que teria sido gravado na Delegacia de Polícia Civil de Patos, neste último final de semana, quando aconteceu a tragédia com o adolescente de 13 anos e seus familiares, no sábado (19 de março de 2022).

Além disso, não concordamos com a divulgação das fotos com o adolescente em questão, uma vez que se trata de uma exposição criminosa conforme aponta o Estatuto, também no seu Artigo 247.
E por último, pedimos que qualquer descumprimento ao mesmo, a partir de agora, passe a ser considerado com ato criminoso, como prevê o ECA.”

Atenciosamente, Conselhos Tutelares de Patos Sul e Norte

Patosonline.com