Cajazeirense sofre infarto e morre após suposta indigestão; família suspeita de ‘quentinha de fígado’ Cajazeirense sofre infarto e morre após suposta indigestão; família suspeita de ‘quentinha de fígado’ Cajazeirense sofre infarto e morre após suposta indigestão; família suspeita de ‘quentinha de fígado’

BANNER PRINCIPAL

BLOCO pequeno I

SUPER BANNER

SUPER BANNER

Cajazeirense sofre infarto e morre após suposta indigestão; família suspeita de ‘quentinha de fígado’




A dona de casa Maria Deivila Ferreira da Silva, 32 anos, faleceu na madrugada deste sábado (05), em sua residência, no bairro de Capoeiras, zona sul de Cajazeiras, após sofrer um infarto fulminante, possivelmente, após complicações no sistema digestivo. 


De acordo com informações da família, Deivila nunca havia enfrentado nenhum problema de saúde, mas, nesta quinta-feira (03), ela começou a sentir enjoos e procurou atendimento médico no posto da sua localidade. Após a consulta, Deivila recebeu a prescrição de medicamentos e iniciou o tratamento.


Familiares afirmaram a IMPRENSA que neste mesmo dia, Deivila foi ao centro de Cajazeiras para sacar um dinheiro no banco e comprar a alimentação em um restaurante. A família disse que na quentinha dela havia fígado [alimento que já tinha feito mal a Deivila anteriormente]. Mesmo assim ela ingeriu o alimento no almoço e passou a sentir uma gastura. Segundo uma irmã de Deivila, na quentinha dela tinha: arroz, feijão, fígado, farofa e verdura. Na noite da quinta-feira (03) e madrugada da sexta-feira (04), ela teve uma piora no seu estado de saúde, mas escondeu dos familiares, dizendo que não estava sentindo nada grave.


Na madrugada deste sábado (05), ela disse a sua irmã que estava sentindo cansada, com dores na barriga e que não conseguia dormir. Deivila se levantou da cama e vomitou várias vezes, em uma dessas vezes, ela caiu. Com o barulho, a irmã se acordou e foi socorrer Deivila. Quando se aproximou, notou que Deivila estava pálida e sem forças, ela então, pediu socorro à familiares que moram próximo da residência. Quando os familiares chegaram ao local, viram que ela estava desmaiada, rapidamente, acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). Quando a equipe chegou ao local constatou o óbito e isolou a área.

O corpo de Deivila foi encaminhado ao Instituto de Polícia Científica (IPC) de Cajazeiras para realização do exame cadavérico. A família não soube informar a causa morte, mas segundo uma irmã de Deivila, ela teria sofrido um infarto fulminante e após complicações digestivas.

VELÓRIO E SEPULTAMENTO

O corpo de Deivila Ferreira está sendo velado na residência da família, localizada na rua Vicente Leite, bairro São Francisco, nas proximidades da escola Galdino Pires. O sepultamento ocorrerá na manhã deste domingo (06), às 9h no cemitério Nossa Senhora Aparecida.

HOMENAGEM

Vários amigos postaram em suas redes sociais, mensagens para Deivila. Um deles foi  Reldemy Da Silva Lima, que postou uma homenagem a jovem.

Fonte 

DIÁRIO DO SERTÃO