Equipe do SAMU sofre agressão verbal durante socorro a homem baleado em São José do Bonfim Equipe do SAMU sofre agressão verbal durante socorro a homem baleado em São José do Bonfim Equipe do SAMU sofre agressão verbal durante socorro a homem baleado em São José do Bonfim

BANNER PRINCIPAL

BLOCO pequeno I

SUPER BANNER

SUPER BANNER

Equipe do SAMU sofre agressão verbal durante socorro a homem baleado em São José do Bonfim






 
Na noite deste domingo, dia 30, por volta das 19h30, o senhor Ricardo Lourenço Soares, de 47 anos, estava bebendo em um bar na cidade de São José do Bonfim quando dois homens chegaram em uma moto e atiraram contra ele.

Ricardo Lourenço foi atingido por dois disparos de raspão na cabeça e no pescoço. A vítima ficou caída ao chão e várias pessoas se aglomeram no momento da tentativa de homicídio e se começou o desespero em busca de socorro.

Populares acionaram a Polícia Militar e também o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). Neste momento, de acordo com informações, um homem identificado apenas por “Edilson” se deslocou até a base do SAMU na cidade de São José do Bonfim e começou a xingar a equipe por não sair para o socorro de forma instantânea.

Ocorre que por regra e determinações do próprio SAMU, a equipe, em casos de violência, principalmente tentativa de homicídio, só deve começar os procedimentos com a presença de força policial em decorrência de questões de segurança de todos, inclusive a própria equipe do SAMU. 

Após o acionamento por parte da Central de Regulação, a equipe foi até o local e realizou os procedimentos de socorro, porém, o senhor “Edilson” começou a filmar, intimidar e desferir palavras grosseiras contra os servidores do SAMU. O caso poderá ser registrado na Delegacia de Polícia Civil, pois se trata de desacato ao funcionário público no exercício da função ou em razão dela, crime previsto no artigo 331 do Código Penal.


Jozivan Antero – Polêmica Patos