Suspeitos de matar policial aposentado são autuados por latrocínio e ocultação de cadáver pelo delegado de Conceição Suspeitos de matar policial aposentado são autuados por latrocínio e ocultação de cadáver pelo delegado de Conceição Suspeitos de matar policial aposentado são autuados por latrocínio e ocultação de cadáver pelo delegado de Conceição

BANNER PRINCIPAL

BLOCO pequeno I

SUPER BANNER

SUPER BANNER

Suspeitos de matar policial aposentado são autuados por latrocínio e ocultação de cadáver pelo delegado de Conceição



A Polícia Civil de Conceição concluiu as investigações sobre a morte do policial militar aposentado do estado de São Paulo, Paulino Picon Moreno, de 78 anos de idade, que foi assassinado na última segunda-feira (3), depois de ser levado por 3 jovens de sua residência, na cidade de Conceição para o sítio Pombinhos, que fica na zona rural de Diamante. O crime ocorreu na última segunda-feira (3), mas o corpo só foi encontrado, na tarde desta terça-feira (4), depois que os dois suspeitos presos, Matheus Eugênio dos Santos, de 20 anos e Mikael Santana, 21 anos de idade levaram os agentes da Polícia Civil de Conceição, Barromeu e Erivaldo foram até o local, onde a vítima foi morta.

De acordo com o policial Barromeu, os dois suspeitos presos confessaram que no dia do crime foram beber na residência da vítima, onde Mikael teria mantido relação sexual com o policial aposentado, posteriormente continuaram beber. Depois de um desentendimento, Matheus, Mikael e um terceiro suspeito teriam iniciado uma sessão de espancamento contra a vítima. Em seguida, o policial foi amarrado, amordaçado com uma camisa, colocado na mala do seu veículo, uma S 10 e levado para o sítio Pombinhos, em Diamante. Depois do veículo estacionado, Mikael e Matheus levaram a vítima para dentro do mato, onde a mataram com goles de faca-peixeira no pescoço e axila. A arma do crime e o celular da vítima foram jogados dentro de um açude pelos suspeitos, segundo o policial civil.

Ainda de acordo com o policial civil, depois de cometerem o crime, os três amigos teriam tentado efetuar transações financeiras com cartões e transferência pix, no valor de 15 mil reais com o aparelho de celular da vítima, mas por suspeitar da transação, a instituição financeira bloqueou o acesso à conta da vítima.

Ainda de acordo com o agente da civil, depois do crime, os três teriam retornado para a cidade de Conceição. No dia seguinte, o terceiro suspeito teria levado o veículo da vítima para a cidade de Itaporanga, onde possivelmente seria desmanchado. Mas, diante da repercussão do caso, a S10 foi abandonada nas proximidades da cidade e recuperada pela Polícia Civil.

Aos policiais, Mikael confessou que conheceu a vítima durante uma viagem ao estado de São Paulo, onde teriam iniciado um relacionamento amoroso. Posteriormente, os dois vieram morar numa residência localizada no Bairro Nossa Senhora de Fátima, na cidade de Conceição, mas recentemente o policial pretendia voltar para o estado de São Paulo, fato que teria motivado o crime, uma vez que Mikael ‘era bancado’ por ele.

Polícia procura por S10 pertencente a policial assassinado em Conceição

Os dois presos foram autuados pelo Delegado Pereira, da Polícia Civil de Conceição por latrocínio e ocultação de cadáver, e encaminhados para a Cadeia Pública de Conceição, onde ficarão à disposição da justiça local. Já o terceiro suspeito continua sendo procurado pela polícia.

 
 

 

 

 

Fonte: Redação do Vale do Piancó Notícias