Polícia procura por S10 pertencente a policial assassinado em Conceição Polícia procura por S10 pertencente a policial assassinado em Conceição Polícia procura por S10 pertencente a policial assassinado em Conceição

BANNER PRINCIPAL

BLOCO pequeno I

SUPER BANNER

SUPER BANNER

Polícia procura por S10 pertencente a policial assassinado em Conceição




O veículo, uma S10 branca, pertencente ao policial aposentado, Paulino Picon Moreno, de 78 anos, que foi assassinado no último dia 3, em Conceição, ainda não foi localizado pela polícia e pode levar a pistas de uma terceira pessoa envolvida no crime. Paulino Picon Moreno era um militar aposentado do estado de São Paulo e estava morando na cidade de Conceição.

A morte do militar teria ocorrido na última segunda-feira (3), mas o corpo só foi encontrado, na tarde desta terça-feira (4), nas proximidades do sítio Pombinhos, em Diamante, depois que os suspeitos foram presos.

Relembre o caso

De acordo com informações, ainda preliminares, os dois suspeitos confessaram o crime e indicaram o local onde haviam deixado o corpo do policial. Em seguida, a Polícia Civil, juntamente com a Polícia Militar foram até o local e localizaram o corpo da vítima.

Na delegacia, um amigo da vítima, que teria vindo de São Paulo para dirigir seu veículo até o estado do Sudeste, explicou que Paulino Picon estava sendo vítima de ameaças por parte de um dos suspeitos, com quem teria um relacionamento amoroso. Segundo ele, depois de um tempo o PM aposentado resolveu sair do imóvel, onde vivia com o suspeito e foi morar numa residência alugada.

Ainda de acordo com o amigo, quando soube que a vítima pretendia ir embora, o suspeito começou fazer ameaças contra ela. O amigo explicou na delegacia ainda que o suspeito “temia perder a boquinha” e por isso resolveu, juntamente com o seu amigo, matar a vítima.

Ao portal Vale do Piancó Notícias, o delegado Pereira explicou que logo após cometerem o crime os suspeitos subtraíram os cartões bancários da vítima e teriam efetuado saques e compras, fato que fez com que as instituições financeiras bloqueassem os cartões por movimentações de compras suspeitas.

Ainda de acordo com o delegado Pereira, o veículo da vítima ainda não foi localizado e a polícia investiga a participação de uma terceira pessoa no crime.

Aos investigadores, os suspeitos disseram que a arma, uma faca-peixeira, utilizada por eles para matar a vítima, havia sido abandonada próximo ao local do crime. Os dois devem ser autuados por homicídio qualificado ou latrocínio, segundo o delegado que investiga o caso.

Paulino Picon era natural da cidade de Ilha Solteira, no estado de São Paulo e estava morando na rua Padre Manoel Otaviano, cidade de Conceição, de onde sumiu, deixando um óculos e um pá de sandálias, fato que levantou curiosidade de vizinhos.

O corpo da vítima será removido para o Instituto de Medicina Legal, em Patos, para a realização do exame cadavérico, para em seguida ser liberado para o velório e sepultamento.

Fonte: Redação do Vale do Piancó Notícias