Dois jovens são presos suspeitos da morte de um policial militar de São Paulo, em Conceição Dois jovens são presos suspeitos da morte de um policial militar de São Paulo, em Conceição Dois jovens são presos suspeitos da morte de um policial militar de São Paulo, em Conceição

BANNER PRINCIPAL

BLOCO pequeno I

SUPER BANNER

SUPER BANNER

Dois jovens são presos suspeitos da morte de um policial militar de São Paulo, em Conceição



Dois jovens, de 18 e 19 anos de idade, foram presos, suspeitos de terem matado, na cidade de Conceição, o policial militar aposentado do estado de São Paulo, Paulino Picon Moreno, de 78 anos de idade. O crime teria ocorrido na última segunda-feira (3), mas o corpo só foi encontrado, na tarde desta terça-feira (4),  nas proximidades do sítio Pombinhos, em Diamante, depois que os suspeitos foram presos.

De acordo com informações, ainda preliminares, os dois suspeitos confessaram o crime e indicaram o local onde haviam deixado o corpo do policial. Em seguida, a Polícia Civil, juntamente com a Polícia Militar foram até o local e localizaram o corpo da vítima.

Na delegacia, um amigo da vítima, que teria vindo de São Paulo para dirigir seu veículo até o estado do Sudeste, explicou que Paulino Picon estava sendo vítima de ameaças por parte de um dos suspeitos, com quem teria um relacionamento amoroso. Segundo ele, depois de um tempo o PM aposentado resolveu sair do imóvel, onde vivia com o suspeito e foi morar numa residência alugada.

Ainda de acordo com o amigo, quando soube que a vítima pretendia ir embora, o suspeito começou fazer ameaças contra ela. O amigo explicou na delegacia ainda que o suspeito “temia perder a boquinha” e por isso resolveu, juntamente com o seu amigo, matar a vítima.

Ao portal Vale do Piancó Notícias, o delegado Pereira explicou que logo após cometerem o crime os suspeitos subtraíram os cartões bancários da vítima e teriam efetuado saques e compras, fato que fez com que as instituições financeiras bloqueassem os cartões por movimentações de compras suspeitas.

Ainda de acordo com o delegado Pereira, o veículo da vítima ainda não foi localizado e a polícia investiga a participação de uma terceira pessoa no crime.

Aos investigadores, os suspeitos disseram que a arma, uma faca-peixeira, utilizada por eles para matar a vítima, havia sido abandonada próximo ao local do crime. Os dois devem ser autuados por homicídio qualificado ou latrocínio, segundo o delegado que investiga o caso.

Paulino Picon era natural da cidade de Ilha Solteira, no estado de São Paulo e estava morando na rua Padre Manoel Otaviano, cidade de Conceição, de onde sumiu, deixando um óculos e um pá de sandálias, fato que levantou curiosidade de vizinhos.

O corpo da vítima será removido para o Instituto de Medicina Legal, em Patos, para a realização do exame cadavérico, para em seguida ser liberado para o velório e sepultamento.

 

 

 

Fonte: Redação do Vale do Piancó Notícias