STJ determina soltura de delegado de Sergipe acusado de matar Geffeson de Moura STJ determina soltura de delegado de Sergipe acusado de matar Geffeson de Moura STJ determina soltura de delegado de Sergipe acusado de matar Geffeson de Moura

BANNER PRINCIPAL

BLOCO pequeno I

SUPER BANNER

SUPER BANNER

STJ determina soltura de delegado de Sergipe acusado de matar Geffeson de Moura



Na tarde desta terça-feira (23), o Superior Tribunal de Justiça (STJ) determinou a soltura do delegado sergipano Osvaldo Resende Neto, que estava preso após determinação da Justiça da Paraíba, denunciado pelo envolvimento em uma operação policial que resultou na morte do empresário cajazeirense Geffeson de Moura, em março deste ano. A informação foi confirmada pela defesa do delegado.   


  Em abril, a Justiça recebeu a denúncia do Ministério Público da Paraíba (MPPB) e  tornou réus o delegado Osvaldo Resende Neto, o policial civil José Alonso Santana e o militar Gilvan Moraes de Oliveira, que estava cedido à Polícia Civil.    


 De acordo com a defesa, diante da discordância da decisão foi pedido o habeas corpus ao STJ. "O Superior Tribunal de Justiça entendeu que a prisão era desnecessária, ou seja, que não estavam presentes os requisitos necessários da prisão preventiva. E se trata de uma reafirmação do que defendemos durante todo o processo. O delegado Osvaldo não oferecia qualquer risco à sociedade sergipana", disse o advogado Guilherme Maluff.