“R$ 20 milhões”: Polícias prendem em Patos nesta quinta (25), um dos assaltantes de banco mais procurados do Nordeste “R$ 20 milhões”: Polícias prendem em Patos nesta quinta (25), um dos assaltantes de banco mais procurados do Nordeste “R$ 20 milhões”: Polícias prendem em Patos nesta quinta (25), um dos assaltantes de banco mais procurados do Nordeste

BANNER PRINCIPAL

BLOCO pequeno I

SUPER BANNER

SUPER BANNER

“R$ 20 milhões”: Polícias prendem em Patos nesta quinta (25), um dos assaltantes de banco mais procurados do Nordeste




Uma ação conjunta da Polícia Civil da Paraíba, Polícia Civil do Rio Grande do Norte e Polícia Rodoviária Federal resultou na prisão de um dos assaltantes de banco mais procurados do Nordeste. Ele foi preso na tarde desta quinta-feira (25), na cidade de Patos, Sertão da Paraíba.

O homem preso tem 40 anos de idade e é foragido da justiça. Ele estava entre os detentos que fugiram do presídio PB-1, em 2018, mas já havia sido capturado no mesmo ano, em ação conjunta das polícias civis da Paraíba e do Rio Grande do Norte. O assaltante conseguiu sair da cadeia mediante determinação judicial, mas teve novo mandado de prisão decretado, que foi cumprido pelas equipes da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (DRACO/PCPB) e da Deicor/PCRN, com o apoio da PRF.

De acordo com investigações da PCRN, o capturado chegou a movimentar em torno de R$ 20 milhões por mês nos dois estados, chefiando negócios ligados ao tráfico de drogas. Os roubos a instituições financeiras e a carros-fortes, dos quais o investigado participou, também serviam para financiar o comércio de drogas.

“Era um dos criminosos mais procurados no Nordeste, tendo em vista sua posição na hierarquia do crime, chefiando organizações criminosas que causam grandes prejuízos à sociedade. No Rio Grande do Norte, investigações apontam a participação dele em vários ataques a bancos”, disse o delegado Diego Beltrão, da DRACO.

O assaltante está sendo ouvido na delegacia e deverá ser encaminhado a uma unidade prisional, onde ficará à disposição da Justiça.