Primas de 8 e 13 anos que morreram após serem arremessadas de carro não usavam cinto de segurança Primas de 8 e 13 anos que morreram após serem arremessadas de carro não usavam cinto de segurança Primas de 8 e 13 anos que morreram após serem arremessadas de carro não usavam cinto de segurança

BANNER PRINCIPAL

BLOCO pequeno I

SUPER BANNER

SUPER BANNER

Primas de 8 e 13 anos que morreram após serem arremessadas de carro não usavam cinto de segurança



As criança de 8 anos e a adolescente de 13 que morreram nesse domingo (18), após um grave acidente de carro registrado BR-104, próximo a cidade de São Sebastião de Lagoa de Roça, Sertão da Paraíba, não usavam cinto de segurança.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o carro seguia com destino ao interior do estado quando a condutora perdeu o controle da direção, rodopiou na rodovia e colidiu violentamente em um barranco.

Com o impacto, a criança e o adolescente foram arremessados para fora do veículo. A menina foi lançada contra o barranco, ficou presa entre as pedras e precisou ser resgatada pelo Corpo de Bombeiros. 

As primas Leticia Ribeiro de Farias e Maria Alice de Farias Marinho, não resistiram a gravidade dos ferimentos e morreram no local.

A condutora e o esposo tiveram escoriações leves. Já o outro filho do casal ficou ferido e foi socorrido em estado grave para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, conforme apurou o Notícia Paraíba.

Ainda conforme a PRF, a alta velocidade foi o que deve ter provocado o acidente. Além disso, todos os ocupantes que estavam no banco traseiro do carro não usavam cinto de segurança e foram arremessados para fora do veículo.

A condutora foi submetida ao teste de etilômetro que apresentou resultado negativo para ingestão de álcool.

O corpo das vítimas foi sepultado no final da tarde desta segunda-feira (18).

Notícia Paraíba