Sete são presos suspeitos de integrar quadrilha que praticava assaltos em residências e torturava vítimas, na Paraíba Sete são presos suspeitos de integrar quadrilha que praticava assaltos em residências e torturava vítimas, na Paraíba Sete são presos suspeitos de integrar quadrilha que praticava assaltos em residências e torturava vítimas, na Paraíba

BANNER PRINCIPAL

BLOCO pequeno I

SUPER BANNER

SUPER BANNER

Sete são presos suspeitos de integrar quadrilha que praticava assaltos em residências e torturava vítimas, na Paraíba



Sete pessoas foram presas na manhã desta segunda-feira (23), em uma operação desencadeada pelas polícias Civil e Militar e Corpo de Bombeiros na cidade de Patos, Sertão da Paraíba.


Denominada ‘Operação Cactus’, a ação desarticulou uma quadrilha responsável por vários assaltos à residências nas cidades de Patos, Condado, Princesa Isabel, Cajazeiras e Sousa.


De acordo com o delegado Cristiano Jacques, superintendente da 3ª SRPC, o grupo estava sendo investigado há quase um mês e os integrantes agiam de forma violenta durante os crimes, chegando a agredir torturar as vítimas.


Durante as investigações, a polícia teve acesso  a vários áudios dos criminosos planejando os crimes. Um dos celulares que os áudios foram encontrados era de Natanael, Vulgo Natan, morto em um confronto policial.


Na ação, seis homens foram presos na cidade de Patos e uma mulher na cidade de Santa Terezinha, Região Metropolitana.


A mulher que foi presa tinha como função de fazer o levantamento de informações das residências que trabalhava como diarista em Patos, para que os criminosos pudessem praticar os assaltos, tudo de forma muito bem planejada.


Os suspeitos foram levados para a Delegacia de Polícia Civil de Patos.


Fonte: Notícia