Após ter gado roubado pela quarta vez, produtor de São João faz apelo desesperado por segurança Após ter gado roubado pela quarta vez, produtor de São João faz apelo desesperado por segurança Após ter gado roubado pela quarta vez, produtor de São João faz apelo desesperado por segurança

BANNER PRINCIPAL

BLOCO pequeno I

SUPER BANNER

SUPER BANNER

Após ter gado roubado pela quarta vez, produtor de São João faz apelo desesperado por segurança







Mais uma vez o produtor rural João Guerra, que cria gado em um sítio de São João do Rio do Peixe, teve um animal roubado. Esse foi o quarto e a ação é sempre a mesma: os bandidos cortam a cerca de arame e levam o animal.

 Nesta segunda-feira (23), João Guerra fez um apelo desesperado por segurança na zona rural do município.

“Aqui está uma verdadeira bagunça, não tem delegado, estamos entregues às baratas. Eu queria que vocês divulgassem para ver se vem um delegado, para ver se tomam as providências”, disse o produtor rural.


João Guerra suspeita que está sendo ‘espionado’ por algum vizinho que avisa aos ladrões o melhor momento para invadir a propriedade.

“Estamos em estado de sítio. Ninguém pode criar, ninguém pode fazer mais nada. Vamos fazer o que da vida desse jeito? Quem mora nos sítios está entregue às baratas. A gente não pode mais criar gado, não pode mais trabalhar, já entraram na minha casa duas vezes, eu não posso sair de casa, o que eu faço, meu irmão?”.

O delegado Ilamilton Simplício, da 20ª Delegacia Seccional de Polícia Civil de Cajazeiras, disse que montou um grupo especializado em combate a roubos e furtos para intensificar as investigações.

DIÁRIO DO SERTÃO