Polícia divulga imagens de suspeito de matar aposentado a facadas e que arma ficou cravada no pescoço da vítima, na Paraíba Polícia divulga imagens de suspeito de matar aposentado a facadas e que arma ficou cravada no pescoço da vítima, na Paraíba Polícia divulga imagens de suspeito de matar aposentado a facadas e que arma ficou cravada no pescoço da vítima, na Paraíba

BANNER PRINCIPAL

BLOCO pequeno I

SUPER BANNER

SUPER BANNER

Polícia divulga imagens de suspeito de matar aposentado a facadas e que arma ficou cravada no pescoço da vítima, na Paraíba



A Polícia Civil divulgou nesta quarta-feira (21), as imagens de um homem que está sendo apontado como principal suspeito de ter assassinado um aposentado, no dia 17 de junho, em Campina Grande, Agreste da Paraíba.

José Marcos Pereira da Costa tinha 61 anos e foi morto dentro da própria casa com mais de 10 facadas. A violência dos golpes foi tão grande que a faca usada no crime ficou cravada no pescoço da vítima.

Após cometer o crime o suspeito fugiu e não foi localizado.

O caso continuou sendo investigado e a polícia conseguiu imagens de câmeras de monitoramento da localidade que mostram o possível autor do crime. Nas imagens, o homem aparece pouco tempo antes de o crime ocorrer. Vestido com um agasalho, usando máscara, boné e luvas, a polícia acredita que ele tenha envolvimento com o homicídio, pela forma que estava vestido, inclusive usando luvas, sendo que nesse dia não fazia frio na cidade.

Vizinhos prestaram depoimento e disseram que o homem que aparece nas imagens estava pelo bairro há cerca de dois meses e dizia ser catador de recicláveis. Porém, os moradores acharam estranho já que o rapaz não usava nenhum material que comprovasse que ele trabalhasse com reciclados.

Ainda segundo os moradores, o homem era visto vez por outra na casa da vítima que dava comida a ele. Os vizinhos disseram não saber que tipo de relação a vítima tinha com o suposto suspeito.

A Polícia Civil pede que quem tiver alguma informação que possa identificar o suspeito ligar para o número 197. A ligação é gratuita, anônima e sigilosa.

Notícia Paraíba