Mulher que estava desaparecida é encontrada enterrada e três pessoas suspeitas do crime são presas em Princesa Isabel Mulher que estava desaparecida é encontrada enterrada e três pessoas suspeitas do crime são presas em Princesa Isabel Mulher que estava desaparecida é encontrada enterrada e três pessoas suspeitas do crime são presas em Princesa Isabel

BANNER PRINCIPAL

BLOCO pequeno I

SUPER BANNER

SUPER BANNER

Mulher que estava desaparecida é encontrada enterrada e três pessoas suspeitas do crime são presas em Princesa Isabel




A Polícia Militar de Princesa Isabel, no Sertão da Paraíba, em ação conjunta com a Polícia Civil e o Corpo de Bombeiros, conseguiu através de investigações, localizar nesta quinta-feira (3), em um formigueiro no Jardim Carlota, o corpo de uma mulher identificada como, Cindy Milyana Ante Martinelli Moia, que tinha 33 anos e estava desaparecida deste o início do mês de maio.


Na ação, uma mulher identificada como Fabiana de Sousa Santos, se entregou aos policiais e confessou a sua participação no crime, em que revelou que ela em companhia de seu companheiro de prenome Felipe e outra pessoa conhecida como “Paulistinha” lesionaram a vítima até a morte e em seguida, Felipe e “Paulistinha” realizaram a ocultação do cadáver.

Os três envolvidos foram conduzidos à delegacia de Polícia Civil, juntamente com mais dois homens suspeitos de traficarem drogas na região, para serem adotadas as medidas que determina a Lei. Em uma residência foi encontrada três ferramentas (cavadeira reta, pá e uma picareta) possivelmente utilizadas para enterrar o corpo da vítima.


De acordo com o superintendente da Polícia Civil na região do Sertão, delegado Cristiano Jacques, a motivação do crime seria uma dívida supostamente contraída pela vítima com o grupo criminoso.

“Seriam 30 quilos de entorpecentes que essa mulher estaria devendo a essa quadrilha. Como ela não teve como pagar, acabou sendo atraída por alguns membros do grupo para um ponto de comércio e consumo de drogas. Lá ela foi forçada a ingerir água sanitária e em seguida morta a pauladas”, relatou o delegado.


 

Da Redação
Sertão Informado