Caso do Instrutor de autoescola que usou moto da empresa para levar aluno a um motel em Patos vai parar na Delegacia Caso do Instrutor de autoescola que usou moto da empresa para levar aluno a um motel em Patos vai parar na Delegacia Caso do Instrutor de autoescola que usou moto da empresa para levar aluno a um motel em Patos vai parar na Delegacia

BANNER PRINCIPAL

BLOCO pequeno I

SUPER BANNER

SUPER BANNER

Caso do Instrutor de autoescola que usou moto da empresa para levar aluno a um motel em Patos vai parar na Delegacia




Na manhã desta terça-feira, dia 22, um fato movimentou a Delegacia de Polícia Civil na cidade de Patos. De acordo com relatos prestados ao jornalista Paulo Costa, da Rádio Arapuan FM, o instrutor de uma autoescola usou a moto da empresa para levar um aluno para um motel.

O advogado Dr. Daniel Queiroz, advogado do suspeito de praticar o assédio sexual, disse que não houve nada entre os dois no motel e que a ida ao local foi consensual, mas ao chegar no estabelecimento, o aluno desistiu do encontro íntimo. O instrutor tentou fazer o pagamento das custas do quarto, no entanto, os cartões de crédito não foram aprovados. Então, o instrutor deixou o celular no estabelecimento enquanto ia buscar o dinheiro.

O pai do rapaz também falou ao jornalista Paulo Costa. No relato, o filho ligou e disse o que havia ocorrido. O filho estava chorando e comentou que foi levado à força até o motel. O instrutor estaria de cueca e queria ter relações com aluno. O rapaz saiu do quarto até a portaria em busca de ajuda. O pai disse que estava indignado e agora quer justiça diante do ocorrido.

Paulo Costa preservou os nomes dos envolvidos e da autoescola. O caso está sendo apurado pela Delegacia de Polícia Civil da cidade de Patos.

Jozivan Antero – Polêmica Patos