Popular que foi vítima de golpe de faca morre no HRC e família pede justiça Popular que foi vítima de golpe de faca morre no HRC e família pede justiça Popular que foi vítima de golpe de faca morre no HRC e família pede justiça

BANNER PRINCIPAL

BLOCO pequeno I

SUPER BANNER

SUPER BANNER

Popular que foi vítima de golpe de faca morre no HRC e família pede justiça



Nossa reportagem foi informada que o senhor Sebastião Pereira da Silva, que foi vítima de golpe de faca em Cajazeiras no dia 01 de maio, morreu no HRC, deixando a família que reside em Goiás e Brasília revoltada pelo fato e pedem justiça.

Relembre o caso:

No dia 1º de maio por volta das 19h15, uma Guarnição foi solicitada pela Central de Operações da Polícia Militar (COPOM), da cidade de Cajazeiras, com informe de que o investigado Noberto Roque de Souza, 41 anos havia desferido um golpe de faca peixeira, na altura do braço direito do Senhor Sebastião Pereira da Silva, ambos, vítima e investigado, residentes num Prédio localizado à Rua Felismina Diniz. 

Ato contínuo o investigado foi localizado pela guarnição, na Avenida João Rodrigues Alves, portando uma faca peixeira de aproximadamente 05 polegadas, suja de sangue, ao ser questionado sobre a sua possível autoria no delito mencionado, o mesmo confessou ser autor da lesão corporal e que isso supostamente ocorrera, pelo fato do mesmo ter sido vítima de uma tentativa de roubo de um celular de sua propriedade, dentro do seu Apartamento FATO esse contestado pela família. 

O Serviço Móvel de Pronto Atendimento SAMU esteve no local e após efetuar os procedimentos iniciais de praxe, conduziu a vítima até o Hospital Regional de Cajazeiras.

Diante dos fatos, o investigado foi conduzido até a 1ª Delegacia Distrital e após ser submetido a um laudo de ofensa física no Hospital Regional, foi reconduzido a 1ª Distrital, ficando a disposição da Autoridade Plantonista, para as medidas cabíveis ao caso.

Segundo informações, o quadro de saúde da vítima piorou, vindo o mesmo a morrer. A Polícia Civil foi acionada bem como o RABECÃO para a remoção do corpo ao IML.

A família ao tomar conhecimento do ocorrido relatou que Sebastião morava na região de Goiás e que era natural de Cajazeiras e tinha resolvido passar um tempo na cidade por motivo de saudade e pedem justiça para o caso, já que o suposto investigado está solto.