Três mulheres são assassinadas em menos de 48 horas, na Paraíba Três mulheres são assassinadas em menos de 48 horas, na Paraíba Três mulheres são assassinadas em menos de 48 horas, na Paraíba

BANNER PRINCIPAL

BLOCO pequeno I
SUPER BANNER

Três mulheres são assassinadas em menos de 48 horas, na Paraíba




Três mulheres foram assassinadas em menos de 48 horas na Paraíba. Os crimes foram motivados por ciúmes, briga e não aceitação do fim do relacionamento.

O primeiro crime ocorreu na última segunda-feira (12), na cidade de Pitimbu, Litoral Sul da Paraíba. Raquel Florentino dos Santos tinha 32 anos e foi morta a golpes de faca pelo companheiro. Segundo a Polícia Civil, vítima e o marido estavam bebendo com outras pessoas e o agressor teria ficado com ciúmes de um homem que estava no local e desferiu vários golpes de faca na mulher, que não resistiu e morreu. 

Na cidade de Itapororoca, Litoral Norte da Paraíba, Vanuza Pereira, de 47 anos, também foi morta a facadas. A suspeita de cometer o crime é a companheira da vítima que tem 30 anos. Testemunhas disseram que as duas começaram a discutir e a mulher desferiu um golpe de faca no pescoço da vítima. A suspeita foi presa levada para a Delegacia de Polícia Civil de Mamanguape. 

Na Região Metropolitana de Patos, a jovem Cláudia Gomes de Medeiros, de 29 anos, também foi assassinada. O crime ocorreu na zona rural, também na terça-feira (13). O ex-marido da vítima está foragido e é o principal suspeito do crime. Segundo a Polícia Civil, o casal estava separado há cerca de dois meses e homem não aceitava o fim do relacionamento. A separação teria sido motivada pelas constantes agressões que a vítima sofria do companheiro. 

De acordo com a Secretaria de Estado de Segurança e Defesa Social, de janeiro a dezembro de 2020, 93 mulheres foram mortas por crimes letais intencionais em toda Paraíba. Do total, 36 casos estão sendo investigados como feminicídios. Somente no mês de dezembro, 80% dos assassinatos de mulheres no estado foram considerados feminicídios. 

Feminicídio é o assassinato de uma mulher cometido devido ao fato de ela ser mulher ou em decorrência de violência doméstica. Foi inserido no Código Penal como uma qualificação do crime de homicídio em 2015 e é considerado crime hediondo. 

Fonte: NoticiaParaiba