Com homenagens corpo de Lília das Mangueiras é sepultado em Cajazeiras Com homenagens corpo de Lília das Mangueiras é sepultado em Cajazeiras Com homenagens corpo de Lília das Mangueiras é sepultado em Cajazeiras

BANNER PRINCIPAL

BLOCO pequeno I
SUPER BANNER

Com homenagens corpo de Lília das Mangueiras é sepultado em Cajazeiras






















Foi sepultado na tarde desta quarta-feira 21, o corpo de Lilia das Mangueiras.

Lília morreu na terça-feira, no bairro das Capoeiras, em sua Casa em Cajazeiras.

Lília era ex-proprietária do bordel mais famoso da cidade. Segundo a Polícia Civil, ela morreu de causas naturais. 

Lília nasceu Maria de Jesus em São José de Piranhas e, em 1950, fugiu grávida com 17 anos para Cajazeiras. Aqui, se tornou prostituta e depois dona de bordel para sustentar o filho. 

Lília ficou conhecida nacionalmente quando, em 1998, o então vereador Severino Dantas (PT) propôs o Título de Cidadã Cajazeirense, por seus serviços prestados ao município, como amparar ex-prostitutas abandonadas e pessoas carentes. Ela não ganhou o título dos vereadores devido o conservadorismo da época, mas ganhou a fama de "mulher que ensinou Cajazeiras a amar". Em entrevista ao Fantástico, no final da década de 90, Lilia disse: "Eu não tenho vergonha do que eu faço, porque eu não acho nada demais. Aqui é uma casa comum.

O corpo foi velado em sua residência na Rua Ivanez Rolim e por volta das 16h, o cortejo saiu em direção ao Cemitério Coração de Maria, onde foi sepultado, após homenagens prestadas por amigos e familiares.