Sem a presença de fiéis, Dom Francisco de Sales celebra Domingo de Ramos em Cajazeiras PB Sem a presença de fiéis, Dom Francisco de Sales celebra Domingo de Ramos em Cajazeiras PB Sem a presença de fiéis, Dom Francisco de Sales celebra Domingo de Ramos em Cajazeiras PB

BANNER PRINCIPAL

BLOCO pequeno I

SUPER BANNER

SUPER BANNER

Sem a presença de fiéis, Dom Francisco de Sales celebra Domingo de Ramos em Cajazeiras PB























        

 As Paróquias São João Bosco, Nossa Senhora de Fátima, Sagrada Família e São José Operário se uniram em torno da Catedral Nossa Senhora da Piedade para celebrarem a Semana Santa de 2021 na cidade de Cajazeiras.

Seguindo as orientações emitidas pela Diocese de Cajazeiras, as celebrações acontecem sem a presença dos fiéis e transmitidas pelos meios de comunicação.

A Missa do Domingo de Ramos e da Paixão do Senhor foi celebrada às 07 horas, sendo presidida pelo Bispo Diocesano Dom Francisco de Sales e concelebrada pelos sacerdotes da cidade.

Em sua homilia, Dom Francisco de Sales destacou a mensagem de paz que Jesus traz com a entrada triunfante em Jerusalém. "Este é o retrato do Rei que entra em Jerusalém: desarmado; que em sua fraqueza, vem ao nosso encontro para nos desarmar de todos os aparatos de violência, sejam aqueles tão propagados entre nós por aqueles que detém poder, sejam aqueles aparatos de violência sutis e dissimulados que fazem parte do nosso cotidiano. Há uma violência que povoa a nossa linguagem, as nossas relações, que se põe quando nós queremos nos impor sobre os outros com uma força e uma prepotência por demais egoísta da nossa parte. Essa violência que se manifesta em todas as formas de absolutização do poder, do domínio sobre os demais", disse o Bispo.

"O distintivo de uma vida cristã autêntica, depende muito e sempre depende, da capacidade de percorrer com Jesus esse seu caminho, fazendo o nosso. Deixemos que nossa comunhão de vida e de destino com Jesus vá construindo a sólida resposta aos interrogativos mais profundos de nossa vida e de nossa história, sobretudo aquele que nasce das nossas expectativas diante do Senhor: quem é este homem?", enfatizou.

Pascom e Ângelo Lima