Mais uma vez, policiais penais e PM interceptam droga e objetos que seriam jogados na Colônia Agrícola Penal de Sousa Mais uma vez, policiais penais e PM interceptam droga e objetos que seriam jogados na Colônia Agrícola Penal de Sousa Mais uma vez, policiais penais e PM interceptam droga e objetos que seriam jogados na Colônia Agrícola Penal de Sousa

BANNER PRINCIPAL

BLOCO pequeno I

SUPER BANNER

SUPER BANNER

Mais uma vez, policiais penais e PM interceptam droga e objetos que seriam jogados na Colônia Agrícola Penal de Sousa





Policiais penais e militares conseguiram mais uma vez durante a madrugada deste domingo (28), impedir que drogas adentrassem as celas da Colônia Agrícola Penal de Sousa, no Sertão do estado. Segundo as informações do diretor da unidade, Charles Martins, os guariteiros observaram um volume próximo ao muro do presídio e de imediato acionaram os policias penais, os quais se dirigiram ao local e identificaram o material ilícito.

Na ação foram apreendidos dois pacotes contendo drogas, chips e fones de ouvidos. O peso do entorpecente, segundo Charles, é aproximado a dois quilos de uma substância semelhante à maconha.

Os PMs em conjunto com os policiais penais realizaram buscas próximo à unidade prisional com o objetivo de localizar os responsáveis pela ação criminosa, mas não foi possível lograr êxito.

O diretor Charles Martins informou que as “ações nesse sentido continuam, inclusive com investigações”. Ele disse que o objetivo é focar na interceptação desse tipo de prática criminosa: “As ações continuarão de forma efetiva cada vez mais para que a gente consiga evitar essa prática comum às unidades prisionais”, pontuou.

Os objetos e a droga apreendida serão encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil para medidas necessárias.

Diário do Sertão