Idoso de 73 anos comete suicídio por enforcamento em Pombal; Foi o 2º caso em 15 horas Idoso de 73 anos comete suicídio por enforcamento em Pombal; Foi o 2º caso em 15 horas Idoso de 73 anos comete suicídio por enforcamento em Pombal; Foi o 2º caso em 15 horas

BANNER PRINCIPAL

BLOCO pequeno I

SUPER BANNER

SUPER BANNER

Idoso de 73 anos comete suicídio por enforcamento em Pombal; Foi o 2º caso em 15 horas



O aposentado João Vieira Sobrinho, de 73 anos, que era natural de Lagoa, mas que morava na rua Nicácio Coutinho, bairro Altiplano, por trás da escola “Joana Ivonildes Bandeira”, cometeu suicídio por enforcamento no início da tarde deste sábado (27).

De acordo com a polícia, o corpo foi encontrado em um dos cômodos da casa, já sem vida.

Pessoas próximas ao idoso revelaram que ele era depressivo.

Este foi o segundo caso de suicídio em Pombal, em menos de 15 horas.

No final da noite de sexta (26), o jovem universitário Matheus Lopes, de 23 anos, cometeu o mesmo ato dentro de sua residência (saiba mais).

AJUDA:
De acordo com a Associação Brasileira de Psiquiatria, em informação publicada no portal “Viva Bem”, quase a totalidade dos óbitos por suicídio em todo o mundo estão relacionados à doença mental não tratada ou tratada de forma inadequada, em 96,8% dos casos.

Transtornos de humor –como depressão e transtorno bipolar–, transtornos por uso de substâncias, e esquizofrenia são os três mais associados à tentativa de suicídio.

Além destes, existem outros fatores como uso de álcool e outras drogas, desesperança e desespero, busca por sentido existencial/razão de viver, falta de habilidade de resolução de problemas, isolamento social, ausência de amigos íntimos, possuir acesso a meios letais e impulsividade.

Quais os sinais e comportamentos que uma pessoa com perfil suicida apresenta?

Quando um indivíduo começa a se isolar, perder o interesse nas atividades anteriormente prazerosas, alterar hábitos de sono e de apetite, isso pode indicar o início de um quadro psiquiátrico.

Essas manifestações, somadas a comentários como “o mundo estaria melhor sem mim”, “eu não aguento mais” ou ainda “a vida não vale a pena”, acendem o alerta para a ideação suicida. Ao notar esses sinais, é fundamental buscar auxílio médico.

O psiquiatra poderá avaliar o quadro e identificar o desenvolvimento de uma doença mental, intervindo de forma precoce e evitando seu agravamento.

Caso você esteja pensando em cometer suicídio ou conheça alguém nessa situação, procure ajuda especializada como o CVV e os CAPS (Centros de Atenção Psicossocial) da sua cidade.

O CVV (www.cvv.org.br/) funciona 24 horas por dia (inclusive aos feriados) pelo telefone 188, e também atende por e-mail, chat e pessoalmente. São mais de 120 postos de atendimento em todo o Brasil.

Blog do Naldo Silva