Acusado de matar Dainha Batera em acidente em João Pessoa ficou em silêncio durante depoimento e já teve prisão preventiva decretada - Blog do Ângelo Lima

Acusado de matar Dainha Batera em acidente em João Pessoa ficou em silêncio durante depoimento e já teve prisão preventiva decretada




A Justiça acatou o pedido da Polícia Civil da Paraíba e decretou, nessa segunda-feira (25), a prisão preventiva de Antônio Carlos, acusado de colidir com uma BMW no veículo de Dainha Batera, baterista da banda Tuaregs, e causar a morte do músico. O acidente aconteceu no último domingo (24), no bairro de Manaíra, em João Pessoa, quando Antônio Carlos transitava de forma veloz e chamou a atenção da Polícia Militar, fugindo logo em seguida, passando por vários cruzamentos em alta velocidade com o carro de luxo adulterado.

A Polícia Civil informou nesta terça-feira (26) ao ClickPB que a ocorrência foi atendida por  equipes da Central de Flagrantes de João Pessoa. O delegado Carlos Othon, responsável pela equipe plantonista do domingo, informou que o motorista da BMW foi preso em flagrante delito e autuado por prática de homicídio com dolo eventual.

O delegado Carlos Othon disse ao  ClickPB, hoje, que ao tentar colher o depoimento de Antônio Carlos, o acusado permaneceu em silêncio, sem responder nenhuma das perguntas feitas.

“Ele estava a bordo de um veículo com motor adulterado com 550 cavalos,  transitando em altíssima velocidade, desrespeitando sinais de trânsito e chegou a  ultrapassar seis semáforos seguidos para fugir da abordagem policial”, afirmou o delegado.

“Infelizmente, as ações do preso resultaram no acidente e morte da vítima. O motorista  assumiu o risco pelo resultado de suas ações. Assumiu o risco pela morte de uma pessoa. Por isso, foi autuado por homicídio doloso, quando há intenção de matar”, declarou o delegado.

Apesar da prisão em flagrante delito, a Polícia Civil continuou com as diligências e localizou imagens em que o veículo e o condutor preso aparecem participando de “rachas” e “pegas”, que são corridas clandestinas. “Juntamos essas provas ao inquérito e pedimos a prisão preventiva, o que foi acatada pelo Judiciário”, completou Othon.

ClickPB
Acusado de matar Dainha Batera em acidente em João Pessoa ficou em silêncio durante depoimento e já teve prisão preventiva decretada Acusado de matar Dainha Batera em acidente em João Pessoa ficou em silêncio durante depoimento e já teve prisão preventiva decretada Reviewed by Ângelo Lima on 05:22:00 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.