Advogado, e Serventuário da Justiça, acusados de desviarem mais de R$ 1,5 milhão são condenados em Sousa. - Blog do Ângelo Lima

Advogado, e Serventuário da Justiça, acusados de desviarem mais de R$ 1,5 milhão são condenados em Sousa.


 A Justiça sousense começa a sentenciar envolvidos na “Operação Al Barâ”, que investigou a fraude de alvarás judiciais nas cidades de Patos e Sousa.
A sentença prolatada pela Juíza da 2ª Vara do Fórum José Mariz, Dra. Caroline Silvestrine Campos Rocha, condenou o ex-chefe do cartório da 4ª Vara da Comarca de Sousa, Valdênio de Jesus Vilar, há 13 anos, 4 meses e 28 dias em regime fechado. Ele também perdeu o cargo e a função pública.

Outra condenação foi para o Advogado, Leonardo Araújo de Sousa. A sentença também protelada pela Juizá da 2ª Vara da Comarca de Sousa, é de 07 anos, 02 meses, e 07 dias em regime fechado.

Investigação:

Segundo a Polícia Civil de Pombal, os envolvidos estavam falsificando assinaturas de juízes, alvarás com valores de R$ 70 mil a R$ 100 mil, criando números de processos ou utilizando números de processos já arquivados pela Justiça. A maioria desses alvarás eram voltados à área da saúde, em que o Governo do Estado e municípios custeavam processos médicos solicitados pela população. A operação aconteceu em maio de 2018. 

A polícia acredita que houve desvios de mais de R$ 1,5 milhão.



FONTE: Repórter PB
Advogado, e Serventuário da Justiça, acusados de desviarem mais de R$ 1,5 milhão são condenados em Sousa. Advogado, e Serventuário da Justiça, acusados de desviarem mais de R$ 1,5 milhão são condenados em Sousa. Reviewed by Ângelo Lima on 22:48:00 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.