Suspeito de matar e queimar namorada na PB é torturado por presos em cadeia, diz polícia - Blog do Ângelo Lima

Suspeito de matar e queimar namorada na PB é torturado por presos em cadeia, diz polícia





Um homem que foi preso suspeito de matar a própria namorada e depois queimar o corpo dela foi socorrido e levado para o Hospital de Trauma de Campina Grande, no fim da manhã desta terça-feira (16). Ele estava preso na cadeia pública de Soledade, no Cariri Paraibano e , segundo a Polícia Civil, ele foi torturado por outros presos na cadeia.


Alison Bruno de 21 anos está preso desde o dia 3 de abril por força de um mandado de prisão e estava em uma cela na cadeia pública de Soledade. A prisão dele ocorreu após uma investigação da Polícia Civil que apontou ele como autor do crime que teve como vítima Ana Katarina, 17 anos. Ela foi morta em junho de 2018 também na cidade de Soledade.

De acordo com a Polícia Civil, nesta terça-feira, Alisson foi agredido por outros presos dentro da própria cadeia. O Grupo Penitenciário de Operações Especiais (GPOE) precisou ser acionado para entrar na cadeia e retirar Alisson. 

Segundo Polícia Civil, após matar namorada, Alisson fez perfil "fake" se passando por Ana Katarina e falou com parentes da vítima  — Foto: Durval Barros/Polícia Civil

Ainda segundo a Polícia Civil, as agressões foram tantas que Alisson não conseguia mover o corpo nem falar. Ele foi levado por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Segundo o Hospital de Trauma de Campina Grande, o estado de saúde do preso é regular e estável.

Quatro detentos da cadeia foram levados para delegacia de Polícia Civil de Soledade, como suspeitos das agressões contra os presos. Eles foram indiciados, ouvidos e voltaram para cadeia pública.

Quatro presos foram levados para delegacia suspeitos das agressões contra Alisson Bruno — Foto: Wellison Wagner/Polícia Civil

O crime
Ana Katarina havia desaparecido no dia 3 de junho de 2018. Ela havia sido vista pela última vez na companhia do namorado, mas ele negava saber o que tinha ocorrido com ela. No dia 29 de junho de 2018 uma ossada foi contada na cidade de Boa Vista. Após exames de DNA foi comprovado que a ossada era de Ana Katarina.

Conforme o inquérito da Polícia Civil, Alisson matou a namorada a tiros em Soledade e enterrou o corpo dela próximo a um açude na cidade. Uma semana depois ele voltou ao local e desenterrou o corpo para queimar. O corpo foi queimado com gasolina por duas vezes. Depois disso, Alisson levou a ossada para enterrar as margens da BR-412, em Boa Vista.

Ana Katarina estava desaparecida desde junho de 2018 e foi vista pela última vez com namorado em moto — Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

Fonte: Redação do portal Vale do Piancó Notícias com G1
Suspeito de matar e queimar namorada na PB é torturado por presos em cadeia, diz polícia Suspeito de matar e queimar namorada na PB é torturado por presos em cadeia, diz polícia Reviewed by Ângelo Lima on 18:36:00 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.