Vendedores de Cajazeiras e São José de Piranhas clamam por ajuda para voltar do Pará; “Na miséria aqui”


Uma equipe de vendedor de “furadinha”, composta pessoas de Cajazeiras e São José de Piranhas procurou a redação do Diário do Sertão esta semana e relatou que estão em situação difícil no Estado do Pará e pediram ajuda para retornar à Paraíba. “Estamos passando fome há vários dias. Estamos na miséria aqui”, relatou um deles.

A equipe formada por Neguinho Melo, de São José de Piranhas, Carlos Braga e Wandson Kelbys, de Cajazeiras, estão na cidade de Novo Progresso, Pará, no ponto do “Chapéu Redondo, divisa com o Mato Grosso.

Segundo relatos dos sertanejos, o responsável da equipe, que é de Cajazeiras deixou de prestar “assistência” e falta até alimentos para eles, além de ter demitido os três, não teria pagado os “direitos” para que voltassem para casa. “Só queremos voltar é só isso. Pelo amor de Deus ajude a nós”, disse um vendedor.

Segundo informações da equipe, eles estão em Novo Progresso há 90 dias.

O outro lado
A redação do Diário do Sertão tentou contato com o responsável, mas sem êxito, porém, fica aberto o espaço caso queira dá sua versão do caso. A redação também entrou em contato com o Ministério do Trabalho em Cajazeiras, que disse tentar contato com os paraibanos na expectativa de ajudar. Já a prefeitura de Cajazeiras, através da Secretaria de Desenvolvimento Humano explicou que é necessário que a família procure ajuda na sede do órgão.

A redação ainda tentou contato com a Polícia Militar, Civil e Ministério do Trabalho da cidade e região no Estado do Pará, porém as ligações não foram atendidas.

DIÁRIO DO SERTÃO
Vendedores de Cajazeiras e São José de Piranhas clamam por ajuda para voltar do Pará; “Na miséria aqui” Vendedores de Cajazeiras e São José de Piranhas clamam por ajuda para voltar do Pará; “Na miséria aqui” Reviewed by Ângelo Lima on 11:27:00 Rating: 5

Previsão do Tempo