Mesmo constrangido com a visita de agentes da PF ex-prefeito Léo Abreu crer que órgãos fiscalizadores cumprem seu papel




O ex-prefeito da cidade de Cajazeiras, o médico Leonid Abreu (Léo – sem partido), usou sua página pessoal em uma rede social nesta sexta-feira (27), para explicar a visita de agentes federais ao seu consultório, que fez parte das medidas da força-tarefa da Operação Andaime realizada no município.

+ Andaime 4: PF cumpre mandados de prisões, busca e apreensão e sequestro de bens em Cajazeiras, João Pessoa, Jaguaribe e no Ceará; Mais de 100 policiais estivem na operação

Na postagem, o ex-gestor declarou que foi constrangedora a situação, porém, destacou o bom trabalho desenvolvido pela Polícia Federal e outros órgãos de controle.

Léo explicou que a Polícia Federal foi lhe questionar sobre uma lista de nomes: “Muitos nunca ouvi falar e alguns conhecia. Pessoas investigadas pela Operação Andaime”, escreveu ele.

O ex-gestor disse que foi procurado porque um convênio do Ministério das Cidades com a prefeitura teve continuidade no seu governo de pouco mais de dois anos.

Para o ex-prefeito, o Ministério Público ‘tentava’ entender se ele faria parte de algum “esquema” de construção em prefeitura ou fazia parte parceria ‘escusa’

“Não encontraram mais do que prontuários médicos. E não vão encontrar, quantas vezes me procurem e onde quer que vão. Sou médico e isso me basta”, desabafou Léo Abreu.

Ele ainda desabafou: “Entre outras razões de não continuar na política e renunciar a prefeitura são por situações como essa”, escreveu o médico e ex-prefeito de Cajazeiras.
Mesmo constrangido com a visita de agentes da PF ex-prefeito Léo Abreu crer que órgãos fiscalizadores cumprem seu papel Mesmo constrangido com a visita de agentes da PF ex-prefeito Léo Abreu crer que órgãos fiscalizadores cumprem seu papel Reviewed by Ângelo Lima on 18:38:00 Rating: 5

Previsão do Tempo