Presidente da Câmara de Monte Horebe se recusa a receber balancete e salários de funcionários atrasam


Em virtude do presidente da Câmara Municipal de Monte Horebe, vereador João Gabriel, se negar a receber o balancete enviado pela Prefeitura, referente ao mês de setembro, as contas do Município encontram-se bloqueadas por determinação do Tribunal de Contas desde o dia 10 de novembro.

Segundo a assessoria do Município, desde o dia 9 de novembro que a entrega desse balancete segue sem sucesso. Isso porque tanto o presidente da Câmara, como o vice-presidente se recusaram a receber a documentação. O mesmo ocorre com os servidores da Casa e o vereador Agamenon Junior, que sempre costuma conferir a documentação.

Porém, nessa segunda-feira, 28 de novembro, foi realizada outra tentativa por parte do 2º Cartório de São José de Piranhas, quando novamente houve a recusa do presidente de receber a nodificação extra judicial realizada pelo referido cartório. Outras tentativas foram feitas junto a Câmara, mesmo depois dessa notificação, mas sem sucesso.

Ainda conforme informações passadas a este portal, a Câmara de vereadores não abre suas portas durante o horário de expediente, de 8h às17h, sendo possível apenas agendar horário com o secretário da Casa e, mesmo assim, por muitas vezes, ele não comparece conforme é agendado por telefone.

Isso acarreta a falta de pagamento aos servidores públicos municipais referente ao mês de novembro, assim como o 13º salário que já estava programado desde o dia 10, além do pagamento aos fornecedores. Tudo isso se dá porque a prefeitura está com as contas bloqueadas porque o presidente da câmara se nega a receber a documentação.

Em caso como esse, é importante lembrar que, caso haja algo errado no balancete, o correto é a Câmara receber a documentação e depois tomar as providências necessárias junto aos órgãos fiscalizadores.

Radar Sertanejo