Laudo da explosão de caldeira em empresa sousense é divulgado; Defesa contesta.





Foi divulgado essa semana o laudo técnico do acidente na industria sousense de ração animal, que vitimou fatalmente 4 mortos e vários feridos em julho de 2015.

O laudo apontou que as condições em que funcionava a caldeira eram precárias e elas não passaram pelas manutenções preventivas regularmente. Os peritos identificaram que a industria não seguia normas padrões de segurança do trabalho, o que contribuiu para que a fatalidade ocorresse.
Segundo a Delegada Patricia Forny, nos próximos 30 dias a polícia irá encaminhar o procedimento concluído para a justiça, e irá verificar junto ao Ministério Público se o conjunto de provas será ou não satisfatório para o encerramento do caso.

A caldeira explodiu quando fazia o cozimento da torta de algodão a vapor, e feriu outras pessoas que estavam próximo ao local.

Segundo o tenente Gleison, a explosão atingiu um raio de 100 metros e devido à força, os funcionários foram arremessados e morreram na hora. Parte de estrutura da fábrica foi destruída.

O OUTRO LADO

De acordo com o advogado da industria José Braga Junior, o laudo feito pelo Instituto de Polícia Cientifica não teve o acompanhamento devido pela defesa, e eles desejam solicitar uma nova pericia particular, para contestar o caso.


Diário do Sertão