Mãe de jovem que matou irmão em Cajazeiras conta relação com filhos, revela suposto envolvimento do acusado com droga e diz não ter mágoa: “Tenho pena dele”. VEJA VÍDEO!




A dona de casa Irinalda dos Santos, mãe dos irmãos Gimicleudo Ferreira da Silva, de 34 anos, e Jhonata da Silva, 29 anos contou em reportagem, que tinha boa convivência com os filhos. Gimicleudo, que é autor confesso do assassinato do próprio irmão, Jhonata disse após ser preso que a mãe provocava brigas entre os irmãos.

A mulher afirmou que nunca havia presenciado briga deles dentro da casa da mãe, a avó que criou os dois jovens, acrescento que Gimicleudo premeditou matar o próprio irmão. “Ele arquitetava isso a muito tempo”.

Irinalda explicou que Jhonata foi morar com ela por um tempo, mas ao vê que o irmão continuava com avó, retornou para o convívio dele.

A mãe disse que não tem mágoa do filho que assassinou o irmão, mas tem pena. “Ele acabou com a vida dele também”, adiantando que Gimicleudo tinha possível envolvimento com droga, além de ‘aparecer’ com arma em casa.

“O ódio que ele tem de mim é porque nunca deixei ele botar uma boca de fumo na cãs de pai”, declarou a mãe afirmando que Jhonata foi preso anteriormente, passou mais de um ano preso injustamente, acusado de estupro.

DIÁRIO DO SERTÃO Com Ângelo Lima