Justiça manda soltar acusado de matar mulher cajazeirense com tiro no rosto




A família da bacharel em Direito, a cajazeirense Érica Vanessa, protestou, nesta sexta-feira (28), contra a decisão da Justiça mandar soltar o acusado a morte dela, Itamar Lima Montenegro Júnior. O crime aconteceu em abril de 2014, após uma discussão entre vítima e acusado no bairro do  Bessa, em João Pessoa.

Para os parentes de Érica, a liberdade do acusado foi uma “surpresa desagradável”, pois esperavam que ele continuasse atrás das grades. Eles esperam que a Justiça volte atrás na decisão.

“Acreditamos que em dois anos e meio ele já era para ter sido julgado e condenado. Nossa luta é por justiça e não vamos parar até conseguir recolocar ele atrás das grades”, disse um irmão de Érica Vanessa.

Érica, que ainda foi socorrida para Hospital de Emergência e Trauma  mas não resistiu aos ferimentos e morreu dias após o crime.

ClickPB