Homem paga R$ 1 mil para quem descobrir ladrões que furtaram propriedade




A onda de furtos que nos últimos meses vem ocorrendo na cidade de São José de Piranhas, também passou a atacar casas e propriedades rurais no município. Pelo menos quatros roubos já foram registrados, recentemente. Só com integrantes da família Camilo, três furtos foram registrados de junho até agosto.

O proprietário da fazenda no Sítio Água Fria, Severino Camilo, acredita que os ladrões já conheciam o funcionamento das fazendas. Lá foi furtada uma máquina forrageira nova, um motor grande, ferramentas como enxadas, cordas, vários utensílios e ainda cortaram o arame farpado de uma cerca.

Como recompensa, Severino está ofertando a quantia de R$ 1 mil para quem passar informações sobre o paradeiro dos suspeitos. “Quem souber notícias dos acusados pode nos avisar que nós pagamos essa quantia como recompensa”, concluiu Severino que está disposto a ajudar a Polícia nas investigações.

Mais dois irmãos dele também tiveram suas casas e propriedades rurais invadidas, sendo uma no sítio Santa Luzia e a outra na Serra do Bongá. Dessas últimas os ladrões levaram motosserra, roçadeira elétrica, fogão, botijão de gás, cordas de laçar animais e ferramentas de trabalho.

O aumento da violência no campo nos últimos tempos vem fazendo os donos das propriedades mudarem os hábitos em algumas localidades do Sertão. Ou reforçam a segurança contra os criminosos ou largam tudo para se mudar para as cidades.

 Radar Sertanejo