Em entrevista à imprensa nacional, Presidente Raimundo Lira defende que votação final do impeachment comece dia 25



O presidente da Comissão Especial do Impeachment, Senador Raimundo Lira (PMDB-PB), disse, em entrevista à imprensa nacional, que há uma “forte tendência” de que a fase final do processo comece na quinta-feira (25) e não apenas na segunda-feira (29), como previsto inicialmente.

Lira informou que se reúne ainda nesta terça-feira com o presidente do STF, ministro Ricardo Lewandowski, para tratar do assunto. O senador defende o trabalho do Senado durante o fim de semana, uma vez que o julgamento pode se prolongar por vários dias.

De acordo com a Agência Senado de Notícias, Raimundo Lira defendeu que os trabalhos prossigam durante o final de semana seguinte à fase do chamado juízo de pronúncia, para que o processo seja concluído ainda no mês de agosto. Ele acredita que os trabalhos não se estenderão até o mês de setembro.

“A previsão, hoje, é começar na segunda, mas há uma forte tendência de começar na quinta. E faremos uma avaliação sobre continuar no fim de semana. Se depender da minha vontade – que não depende, depende exclusivamente da vontade do presidente do STF – nós trabalharemos no final de semana”, afirmou o senador paraibano.

Raimundo Lira rejeitou os dois requerimentos e questões de ordem apresentados pelos senadores de oposição, precedendo a leitura do relatório do senador Antonio Anastasia sobre o impeachment da presidenta afastada, Dilma Rousseff. Ele foi acompanhado pelo plenário, que referendou a decisão da presidência.

Lira afirmou que a Comissão Especial do Impeachment está “cumprindo rigorosamente” com o seu dever de analisar o processo, sem alongar ou encurtar demais os prazos. Ele garantiu que a comissão “trabalha intensamente”.

Assessoria de Imprensa
Gabinete do Senador Raimundo Lira – PMDB/PB