Dos 285 paratletas brasileiros, 35% são vítimas de acidente


                                                     (Foto: Alex Ferro/Rio2016)


A delegação paralímpica brasileira nos Jogos do Rio de Janeiro será composta por 285 atletas. Destes, 101 foram vítimas de algum tipo de acidente, seja de carro, moto, arma de fogo ou no trabalho, o equivalente a 35%.
O levantamento foi feito pela Agência Brasil com dados fornecidos pelo Comitê Paralímpico Brasileiro.
O estudo mostra que, entre os competidores que sofreram acidentes, 49 foram vítimas do trânsito, seja carro, moto ou atropelamento.
Outros 12 foram vítimas de armas de fogo, em acidentes ou assaltos. Nove sofreram acidentes em mar ou piscina e seis sofrerem acidente enquanto trabalhavam. Há, também, acidentes envolvendo quedas, prática esportiva e ferimento por ataque de cachorro.
Do total de competidores, 89 têm problema congênito que resultou deficiências como cegueira ou má formação dos membros. Outros 67 tiveram doenças que resultaram em sequelas, caso da poliomielite, e 28 tiveram paralisia cerebral por complicações no parto.
A cerimônia de abertura dos Jogos Paralímpicos está marcada para o próximo dia 7 – até o momento, mais de 850 mil ingressos foram vendidos.
Notícias ao Minuto