ALPB realiza Audiência Pública para debater gargalos da Transposição do Rio São Francisco e definir ações que cobrem celeridade na conclusão da obra



            A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), através da Frente Parlamentar da Água, presidida pelo deputado Jeová Campos (PSB), realiza neste sábado (27), na Câmara Municipal de Cajazeiras, a partir das 8h30, uma audiência pública. O ‘Grito das Águas’, como está sendo denominado o evento, tem o objetivo de debater os gargalos da obra da transposição e definir ações emergenciais que cobrem do Governo Federal medidas urgentes que assegurem a conclusão da obra dentro do cronograma ou próximo dele.

            “É preciso que a classe política se una em torno deste tema, lute de forma conjunta, especialmente os políticos do Nordeste, para pressionar o governo para resolver os problemas que entravam a conclusão da obra e a chegada das águas da transposição que é a salvação da região em relação à questão hídrica. Nessa audiência vamos definir uma agenda de ações efetivas que busquem uma solução emergencial por parte do Ministério da Integração Nacional com o problema do abandono das obras da Transposição do Eixo Norte pela Construtora Mendes Júnior, da preparação dos reservatórios que irão receber as águas, além de outras questões emergenciais ligadas a temática água”, destaca o parlamentar.

            Segundo Jeová, todos os deputados estaduais, além dos integrantes da bancada federal paraibana, e ainda os parlamentares de Pernambuco, Rio Grande do Norte e Ceará, foram convidados para participar dos debates. Além disso, diversas entidades da sociedade civil organizada também foram convidadas, a exemplo de universidades, sindicatos, igrejas, associações comunitárias, etc.
             “Estamos em uma situação de caos, de calamidade pública, com muitos municípios em colapso por causa da longa estiagem, sendo abastecidos somente por carros pipa, o nível dos reservatórios paraibanos está abaixo do crítico, muitos açudes estão operando com volume morto, a exemplo do Epitácio Pessoa, em Boqueirão, Engenheiro Ávidos, em Cajazeiras, Santa Inês, em Santa Inês, Engenheiro Arcoverde, em Condado, outros açudes já secaram completamente, como o Jatobá, em Patos, Soledade, São Mamede, Congo e Riacho de Santo Antônio e diante dessa situação não podemos ficar apelando apenas para o céu mandar chuva, é preciso agir e rápido”, diz Jeová, reiterando a importância do comparecimento dos políticos paraibanos na audiência pública e no engajamento desta causa e temática.