Vice-prefeito de Cajazeiras comanda convenção da proporcional e isola Denise




Os partidos PTB, DEM, PTdoB, PHS, PMB, PMN,PSC, PROS e PR, da base de sustentação do grupo da prefeita Denise Albuquerque (PSB) e do ex-prefeito Carlos Antonio (DEM) se reuniram nesta terça-feira (26), no escritório de advocacia do vice-prefeito Júnior Araújo (PTB), para discutir as coligações proporcionais.

A grande expectativa sobre a presença ou não do DEM na convenção foi quebrada com a participação da vereadora e presidente municipal da legenda Léa Silva.

A coligação, “O Trabalho Continua” conta como nove partidos e 19 pré-candidatos, podendo eleger 06 ou sete vereadores, segundo previsões do vice-prefeito, que seria o principal mentor da formação do grupo após ficar de fora da majoritária.

A ata da convenção deverá ser entregue no cartório eleitoral nessa quarta-feira (26), como estabelece as novas regras das eleições, até 24 horas após a realização da convenção.

Após a convenção tão esperada, pois não se acreditava na “divisão” do grupo situacionista, esperando um ‘blocão’ na proporcional, agora surge uma nova problemática, o nome do professor e empresário Zé Antonio, que estava cotado para vice na chapa da prefeita, por ser dos quadros dos democratas pode ter sido “queimado”.
 com Blogdofurao.com