Policiais Civis cumprem Mandado de Busca e Apreensão Domiciliar em Jericó/PB e prendem em flagrante agiota que já movimentou mais de R$ 270.000,00 (Duzentos e Setenta mil reais).




Na manhã dessa quinta-feira (21), agentes de investigação da Delegacia de Policia Civil de Catolé do Rocha/PB, chefiados pelo Delegado Dr. Demétrius Patrício Lima de Melo e Dr. Elcenho Engel, realizaram o cumprimento de Mandado de Busca e Apreensão na residência de JUDERLEY MONTEIRO DE ANDRADE, vulgo “DELEY”, conhecido agiota da cidade de Jericó/PB. No decorrer das buscas foram encontrado a importância de R$ 14.600,00 (quatorze mil e seiscentos reais), mais de 50 (cinquenta) cartões magnéticos do Banco Bradesco, Caixa Econômica Federal, Bolsa Família e Cartões de Benefícios da Previdência Social, além de 321 (trezentas e vinte e uma) notas promissórias assinadas por terceiros.

O Delegado Seccional (Dr. Antonio Neto) disse que, diante de todo o material apreendido, não resta dúvidas que o flagranteado emprestava dinheiro a juros de modo ilegal a outras pessoas, e como garantia fazia a retenção de seus cartões de crédito e benefício. Estima-se que o agiota já movimentou mais de R$ 270.000,00 (Duzentos e setenta mil reais) em empréstimos indevidos e lesionou mais de 30 (trinta) vítimas, que eram coagidas a entregar seus cartões com as respectivas senhas como forma de garantia para recebimento do empréstimo. Fora procedido à lavratura do Auto de Prisão em Flagrante do acusado pelos crimes contra a economia popular (Crime de Usura - Art. 4º, a, da Lei nº 1.521/51) e crime contra o Estatuto do Idoso (retenção indevida de cartões bancários de idosos – Art. 104, da Lei nº 10.741/03). O flagranteado pagou fiança no valor de 10 (dez) salários mínimos, e responderá em liberdade pela prática dos delitos citados acima, podendo ser sentenciado a uma pena de 04 (quatro) anos de detenção.

Fonte: Assessoria da Policia Civil de Catolé do Rocha