Operação andaime – Mais duas ações estão em estágio avançado e audiências com réus da cidade de Cajazeiras já estão marcadas


A tramitação processual das ações derivadas da operação andaime continuam em curso na Justiça Federal, com sede em Sousa e, após a primeira sentença, que condenou o empresário Mário messias Filho a uma pena de 8 anos e seis meses de prisão, mais duas ações penais estão na fase da instrução e julgamento. A ação nº 0000301-75.2015.4.05.8202, onde Marinho também foi denunciado, está mais avançada, pois já aconteceu a oitiva de testemunhas e o depoimento dos réus, estando na fase de diligências.

Já outra Ação Penal – (0000478-39.2015.4.05.8202), que tem 21 réus, entre eles os integrantes da comissão de licitação da Prefeitura de Cajazeiras, os empresários Mário Messias e Afrânio Gondim, além do secretário de saúde de Cajazeiras Henry Wichael Dantas Moreira e que apura irregularidades em processos de licitação e na execução de obras da atual gestão municipal cajazeirense, já está com as audiências de instrução e julgamento marcadas.

O juiz da 8ª Vara Federal, Rafael Chalegre do Rêgo Barros, tendo em vista o grande número de testemunhas (65) e réus (20), já que o processo foi desmembrado com relação a um dos denunciados que se encontra doente, designou audiências para oitiva de testemunhas para o período de 16 a 19 de agosto e para interrogatórios dos réus, o período de 27 a 30 de setembro.

Com relação ao empresário Mário Messias Filho, que se encontra recolhido ao presídio Regional de Cajazeiras, o magistrado entendeu que, do ponto de vista logístico, restaria inviável a sua condução pela polícia federal para todos os atos e designou o dia 29 de setembro para a tomada de seu depoimento.

Blog do Adjamiltom