Flamengo sai na frente do Botafogo, mas deixa empatar, frustando torcida



Com um público de 11.692, incluindo o treinador da seleção brasileira, Tite, Flamengo e Botafogo fizeram um clássico eletrizante na estreia da estádio Luso-Brasileiro como casa alvinegra nesta temporada. Os donos da casa, com forte apoio da torcida, foram superiores no primeiro tempo e em boa parte do segundo. No entanto, foi o Flamengo que esteve a frente do placar a maior parte do tempo da partida que terminou empatada em 3 a 3.

O Flamengo tentou cozinhar o jogo no início. Tinha maior posse de bola, mas se limitava a trocar passes inofensivos no meio de campo. Já o Botafogo mostrava confiança e ousadia. Embalado pela torcida, o time de Ricardo Gomes não hesitava em partir para cima do Flamengo criando os principais lances de perigo. Aos 13, em cobrança de escanteio de Camilo, Rodrigo Lindosocarimbou a trave de Muralha. Pouco depois, Sassá foi lançado na área, e Jorge, ao interceptar a jogada, recuou para Muralha, que pegou a bola com as mãos, mas o juiz não marcou a irregularidade no recuo.

O trio de volantes do Botafogo formado por Airton, Bruno Silva e Rodrigo Lindoso conseguia ter um controle grande sobre o meio de campo. Um pouco mais à frente, Camilo corria de um lado para o outro para confundir a marcação. Os atacantes Pimpão e Sassá também mostravam boa movimentação. A defesa, no entanto, deixou a desejar. O Flamengo parecia morto no início do jogo, mas conseguiu abrir o placar em um lance isolado. Aos 23 minutos, único lance de perigo criado pelo rubro-negro no primeiro tempo, Macuello cruzou na área para Guerrero, que errou o domínio. Mas a bola sobrou para Everton chegar chutando forte para balançar a rede sem chances para Sidão.
A defesa do Botafogo era o pior setor do time. No lance do gol, haviam na área alvinegra três jogadores do Flamengo contra apenas dois do Botafogo na área. E o rubro-negro não construiu a jogada em um contra-ataque par justificar essa minoria alvinegra. Após abrir o placar, o Flamengo ensaiou uma melhora, mas o Botafogo continuou sendo o dono do jogo apesar das falhas defensivas. E retomou, de novo, o controle da partida ao empatar, aos 33, com belo chute cruzado de Diogo, de fora da área.

A esta altura, apesar da vitória final do Flamengo, o empate parecia até ser mau resultado para o Botafogo tamanha era a sua superioridade. O Flamengo encontrava dificuldades até para passar as bolas mais longas. O gramado duro, que deixava a bola mais rápida e “viva”, tornavam a disputa muitos maís física do que técnica. No intervalo, Tite criticou o campo:

— A qualidade do jogo ficou prejudicada pelo gramado. Com um gramado melhor, a qualidade de passe também melhoraria — disse o treinador da seleção brasileira aos jornalistas enquanto a torcida alvinegra gritava pela convocação de Jefferson.

No segundo tempo, o Flamengo aumentou o volume de jogo e o Botafogo teve uma queda de rendimento significativa. E com mais dois erros de defesa alvinegra, o rubro-negro coltou ao ficar a frente no placar, aos 11, com chute de bico de Jorge. No lance, Bruno Silva saiu jogando muito mal e Sidão espalmou para dentro. O chute foi forte, mas ficou a impressão de que o goleiro poderia ter deixado a mão mais firme na defesa.

Logo após o gol, muitos copos foram arremessados no gramado pela torcida rubro-negra. O juiz pegou um e deu ao quarto árbitro. No primeiro tempo, um tênis foi jogado no gramado. O torcedor, que estava no setor destinado aos botafoguenses, foi identificado e retirado. Esses dois episódios dão margem para punições de mando de campo.
Dentro de campo, o Flamengo, que melhorou muito no segundo tempo, ampliou com Guerrero, aos 22. O peruano não marcava há três jogos. Neste momento, o Botafogo já não era tão organizado em campo, mas jogava com o coração. E chegou ao empate com Neilton, aos 34, e Salgueiro, aos 37. Tite não viu a reação alvinegra, pois deixou o estádio logo após o terceiro gol do Flamengo.
BOTAFOGO 3 X 3 FLAMENGO
Botafogo: Sidão, Luis Ricardo, Emerson, Renan Fonseca, Diogo; Rodrigo Lindoso, Airton, Bruno Silva (Salgueiro) e Camilo; Sassá (Canales) e Rodrigo Pimpão (Neilton).
Flamengo: Alex Muralha, Pará, Réver, Juan e Jorge; Márcio Araújo, Willian Arão, Mancuello (Fernandinho) e Éverton (Cuéllar); Marcelo Cirino (Canteros) e Guerrero.
Gols: 1T: Everton aos 23m, Diogo Barbosa aos 33m; 2T: Jorge aos 11m, Guerrero aos 22m, Neilton aos 34m, Salgueiro aos 37m.
Cartões amarelos: Airton, Emerson, Jorge, Everton, Guerrero, Fernandinho.
Juiz: Flavio Rodrigues de Souza (Fifa-SP).
Público: 11.692 (9.989 pagantes).
Flamengo sai na frente do Botafogo, mas deixa empatar, frustando torcida Flamengo sai na frente do Botafogo, mas deixa empatar, frustando torcida Reviewed by Ângelo Lima on 23:10:00 Rating: 5

Previsão do Tempo